.Mobi faz spin off de sua divisão de mobile ad networking. Foto: Getty Images.

A .Mobi (ou Pontomobi), desenvolvedora de projetos digitais controlada pelo Grupo RBS, anunciou o spin-off de sua unidade de mídia, a Hands, de olho no crescimento da marca e em mercados fora do país.

O plano da nova empresa é continuar o trabalho com sua rede de publicidade móvel (mobile ad networking), em que a companhia conta com grandes publishers, como Rovio (Angry Birds), ESPN, Gizmodo e InMobi. A informação é do Meio & Mensagem.

Além disso, a empresa investirá em sua operação de trading-desk, planejamento e negociação de mídia com diversos parceiros internacionais. A expectativa da Hands é alcançar um crescimento de 140% em sua receita este ano.

A companhia também investirá em levar a sua operação para outros países da América Latina, aproveitando que a lógica de operação de mídia é bastante escalável e replicável.

A empresa ficará sob o comando de João Carvalho, um dos sócios-fundadores da .Mobi e que já atuava na Hands como diretor de negócios. Formado em administração pela FAAP, o profissional também conta com passagem pela DM9, onde foi gerente de projetos.

Com o spin-off da Hands, a Pontomobi promoveu Renato Virgili à posição de diretor geral da empresa. O executivo tem passagens pela Vivo / Telemig Celular, Agência Click e Aorta, que foi adquirida pela Pontomobi em 2012.

A decisão por acelerar a Hands acompanha o novo direcionamento do Grupo RBS, que recentemente anunciou um pacote de 130 demissões em sua área de jornalismo e um foco acentuado em iniciativas de tecnologias, ramo que inclui empresas como .Mobi e a Hands.

Outras empresas de tecnologias que operam sob o guarda-chuva da RBS são a eBricks, fundo de investimento em empresas de internet do grupo sediado em São Paulo, que deve chegar ao final do ano com 16 empresas no portfólio.

Ao todo, as participações adquiridas pela RBS em empresas do meio digital nos últimos anos custaram R$ 300 milhões. Elas incluem empresas de diversos segmentos diferentes, da agência Predicta aos sites de entretenimento Guia da Semana, ObaOba e Hagah, além das companhias de marketing e publicidade Grupo.Mobi e Hi-Midia e e-commerce como o citado Wine e a Lets, uma loja de roupas virtual.