Baguete
InícioNotícias> SAP apoia formação de programadoras

Tamanho da fonte:-A+A

TREINAMENTO

SAP apoia formação de programadoras

Júlia Merker
// quinta, 13/09/2018 14:11

A SAP firmou uma parceria para apoiar a ONG Laboratoria, que promove formação profissional em programação para mulheres. Fundada no Peru em 2015, a organização abriu em fevereiro de 2018 sua unidade no Brasil.

A Laboratoria oferece uma capacitação para mulheres focada em desenvolvimento front-end. Foto: Divulgação.

O anúncio da parceria com a ONG foi feito durante o SAP Forum 2018, realizado nos dias 11 e 12/9 em São Paulo.

A Laboratoria oferece uma capacitação para mulheres focada em desenvolvimento front-end. 

Durante o programa, que tem duração de seis meses com aulas de 5 horas por dia, a SAP oferecerá mentoria de executivos da companhia até a inserção no mercado de trabalho. Profissionais da SAP realizarão visitas mensais para avaliar o andamento do curso e a evolução das alunas, além de promoverem palestras e orientações. 

A primeira turma da Laboratoria no Brasil está em andamento e conta com 60 mulheres, que finalizarão o treinamento em outubro.

"A capacitação utiliza cultura ágil, com alunas organizadas em squads. Além do conteúdo técnico, as mulheres conseguem vivenciar ritmo de um ambiente de trabalho, com prazos e trabalho em equipe", destaca Regina Acher, diretora executiva da Laboratoria Brasil.

O processo de seleção para a segunda turma, que também terá 60 mulheres, está aberto. Para a primeira turma, a organização recebeu mais de 5 mil inscrições.

"Como umas das líderes mundiais de soluções de tecnologia, a SAP entende a importância estratégica da diversidade como fonte de inovação e tem forte protagonismo nessa esfera. Diminuir a desigualdade de gênero na tecnologia é uma causa compartilhada também pela Laboratoria", afirma Luciana Coen, diretora de comunicação e responsabilidade social da SAP Brasil.

A Laboratoria hoje tem escritórios em Lima, Cidade do México e Santiago, além de centros de treinamento em Guadalajara, no México, e em São Paulo. A ONG já contribuiu na formação de mais de 800 mulheres e inseriu 80% delas em mais de 200 empresas, com uma taxa de satisfação dos empregadores de 4,5 de um total de 5.

*Júlia Merker cobriu o SAP Fórum, em São Paulo, a convite da SAP.

Júlia Merker