Joseph Elbling.

Joseph Elbling, fundador do Grupo Digicon, faleceu nesta quinta-feira, 08, aos 93 anos de idade.

O empresário foi um dos pioneiros da indústria eletroeletrônica no Rio Grande do Sul, tendo fundado em  Gravataí em 1977 a Digicon, uma fabricante de catracas eletrônicas,  semáforos, bilhetagem eletrônica e estacionamentos rotativos e em 1988 a Perto, especializada em terminais de autoatendimento. 

“É uma perda irreparável para a nossa indústria, mas que deixa uma herança e um legado de empreendedorismo e realizações que orgulham a todos que o conhecerem”,  afirmou em nota Régis Sell Haubert, diretor regional e vice-presidente da Abinee-RS.

Elbling fundou as empresas hoje nomes de destaque sob o comando dos filhos Peter e Thomas Ebling, quando estava na casa dos 50 anos.

O empresário teve uma vida movimentada, que incluiu uma infância na Polônia, a fuga da família para o Canadá antes do começo da Segunda Guerra Mundial e uma passagem pelo Brasil nos anos 50, como engenheiro na Light, aos 23 anos.

Seguiu-se uma carreira internacional como executivo da Olivetti, então uma potência da indústria italiana, com passagens pela Itália e Estados Unidos e a volta para o Brasil nos anos 70.

A vida de Elbling é contada no livro “Um Certo Mr. Elbling” (Bookman, 2017).

Segundo o obituário do jornal gravataiense Seguinte, Elbling seguia visitando as operações da empresa três vezes por semana até recentemente. 

Convicto das possibilidades do Brasil, um dos seus motes era: “Aqui nós podemos fazer qualquer coisa!”.