Marlon Hemkemaier, Juarez Beltrão e Cristiano Chaussard. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A catarinense Flexy Negócios Digitais, desenvolvedora de soluções para e-commerce, anunciou o início de suas operações no Peru, de olho nas micro e pequenas empresas, que representam 98% do total de empresas do mercado do país.

Após montar escritório no Chile e na Argentina, a empresa quer mostrar aos peruanos os números de crescimento das vendas online em todo o mundo, que variam de 20% a 45% ao ano desde 1999, e aplicar à realidade dos empreendimentos locais.

De acordo com a Flexy, será apresentado às empresas de grande porte a solução Cadeia Distribuição B2B da Flexy que, hospedada em servidores da Amazon, permite a gestão de toda a cadeia de vendas, inclusive, do e-commerce.

"Uma das vantagens da plataforma é a possibilidade de exibir os antigos catálogos de produtos em um tablet, o que facilita a realização de pedidos do representante comercial em nome dos lojistas. O lojista também poderá vender seu produto ao consumidor final via internet", afirma ristiano Chaussard, diretor de Tecnologia da Flexy.

Para as micro e pequenas empresas, a empresa aposta no produto Loja Virtual B2C e o e-commerce descentralizado, que possibilitam a venda de produtos pela internet em diferentes canais, como smartphones, Facebook e totens em lojas e ruas.

De acordo com Chaussard, o mercado peruano é um dos mais estáveis da América Latina e tem potencial para crescer na América Latina.

"Por lá, o porte das empresas é bem parecido com as do Brasil, e elas precisam ter contato mais próximo com o e-commerce”, afirma Chaussard.

Criada em fevereiro de 2013, a empresa tem como sócios Chaussard (ex-ADVB-SC), Marlon Hemkemaier e Juarez Beltrão, atual presidente da associação catarinense. No Brasil, a empresa tem em sua carteira de clientes nomes como Zeus do Brasil, Sesi Farmácias e The Nanodots Brasil.