Buffet compra a Duracell. Foto: divulgação.

O bilionário e megainvestidor Warren Buffett, 84 anos, colocou a mão no bolso esta quinta-feira, 13, e fechou a compra da marca de baterias Duracell, arrematando a fabricante junto à Procter & Gamble por US$ 4,7 bilhões.

Segundo informação da Forbes, o acordo aponta uma aposta grande de Buffett no mercado de energia, assim como em outros negócios em que a Duracell vem investindo nos últimos anos, como baterias para smartphones, energia para carros e até mesmo storage em nuvem.

Além do valor da compra, o investidor deve injetar cerca de US$ 1,7 bilhões para recapitalizar a fabricante de baterias. Entretanto, não foram divulgados os focos para onde serão destinados os aportes.

Para analistas, as novas incursões da marca do coelhinho, embora ainda não lucrativas, tem potencial para a Berkshire Hathaway, empresa de investimentos liderada por Buffett.

De acordo com a publicação norte-americana, o investidor já tem um histórico de ganhos substanciais com a P&G, empresa em que conta com 1,9% de participação acionária, um share equivalente a US$ 4,7 bilhões. Na época em que ele comprou o lote, foram desembolsados apenas US$ 336 milhões.

Com estes ganhos, Buffett reinjeta na P&G os bilhões conquistados. Em troca, ele leva a Duracell. Segundo destacou a P&G em nota, a transação maximiza o valor da Duracell no mercado.