Empresa distribui energia elétrica no estado do Rio de Janeiro. Foto: Paula Kossatz/Divulgação.

A Light, distribuidora de energia no estado do Rio de Janeiro, adotou a solução da RoutEasy, especializada em roteirização de logística com base em inteligência artificial, para gerir o trabalho das equipes de campo em tempo real. 

Na rotina da Light, os times costumam realizar atendimentos de emergência, de novas ligações e a pesada, que são os caminhões responsáveis pelas obras, a construção de novas redes ou a manutenção delas — o que exige um grande grupo de profissionais e de carros.

Como as atividades a serem realizados eram distribuídas, diariamente, de forma manual entre as equipes, a distribuidora observou que alguns times ficavam mais sobrecarregados do que outros e a cobertura não era igualitária para todas as regiões.

Para ter um maior controle das equipes que fazem esses serviços, a companhia buscou uma ferramenta operacional que pudesse automatizar a operação e, assim, encontrou a RoutEasy.

“O processo foi muito rápido. Demoramos cerca 15 dias desde as primeiras conversas até a implementação, que foi mais rápida do que uma POC (prova de conceito). Olhamos a ferramenta, conhecemos a RoutEasy, conversamos e desenhamos a jornada, que foi adaptada aos nossos processos para os testes”, conta Marcel de Melo Silva, gerente Regional da Light.

O projeto customizado para a Light, primeiro desenvolvido pela RoutEasy para o setor de energia, foi baseado em três pilares: algoritmo genérico, plataforma de monitoramento em nuvem e a gestão analítica em tempo real. 

No sistema de roteirização da RoutEasy, que é voltado ao mercado de logística de cargas e entregas, a empresa adaptou o monitoramento para os veículos realizarem visitas em pontos específicos e, ao incluir a inteligência artificial, adicionou todas as combinações possíveis entre serviços, equipes e localização.

A partir da solução, foram construídos os Centros de Gestão de Serviços (CGS), que além de roteirizar os serviços, são responsáveis pelo monitoramento das equipes através da torre de controle, com dados coletados diretamente do tráfego de informações de cada smartphone dos times em campo.

Dessa forma, é possível prover a geolocalização de todos os serviços, com o deslocamento dos veículos para a sede, e realizar o gerenciamento em tempo real do planejado versus realizado — com dashboards atualizados automaticamente.

Nos painéis, a plataforma de monitoramento mostra os principais indicadores de desempenho e é customizada de acordo com as informações pertinentes para cada operação. 

Entre os indicadores exibidos, estão rotas, serviços, custo médio, distância percorrida, porcentagem que cumpriu o tempo estimado, tempo de rota e porcentagem de serviços concluídos.

“Toda essa tecnologia, somada à capacitação de pessoas e inovação nos processos, garantiu maior eficiência para a companhia, resultando no aumento da satisfação do nosso consumidor final”, afirma Marcel de Melo Silva, gerente regional da Light.

A Light é responsável pelo abastecimento da capital carioca e de outros 30 municípios, com sua própria geradora e também comprando energia de outras distribuidoras para assegurar o fornecimento às indústrias, estabelecimentos e residências.

“Nosso sistema de roteirização mostra que não há limites para a aplicação nos diversos segmentos da indústria. Com a Light, provamos a eficiência e ajudamos a garantir a satisfação dos mais de 4 milhões de clientes de energia elétrica, além de otimizar os custos operacionais”, destaca Caio Reina CEO e fundador da RoutEasy.

A RoutEasy foi criada em 2015 por Reina, que era gerente de supply chain da EY e desenvolveu o algoritmo da solução durante o mestrado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli USP).

Em 2019, a startup paulistana começou a operar em grandes players e aumentou o faturamento em nove vezes. Para este ano, a previsão é dobrar o montante.