Vista noturna de Indaiatuba. Foto: Wikipedia.

A Sonda IT acaba de inaugurar uma operação em Indaiatuba, a 90 km de São Paulo.

O reforço da atuação no interior paulista levará investimento da ordem de R$ 550 mil para o primeiro ano, focado no atendimento a cidades como Campinas, Sorocaba, Jundiaí, Ribeirão Preto, Piracicaba, Bauru e Araraquara.

A mira da Sonda está em uma região que representa 12% do PIB nacional, aproximadamente R$ 373 bilhões.

A nova unidade concentra um Centro de Competência SAP, fábricas de software Java, Sharepoint e .Net, e o Centro de Soluções GED Documentum.

“Além de disponibilizar todas as linhas de negócios para os clientes locais, promoveremos um atendimento feito por profissionais da região, gerando proximidade e redução de custos para os clientes”, comenta Sérgio Landim, diretor da filial.

Segundo ele, há “mão de obra qualificada e abundante de especialistas que residem no interior de São Paulo”, o que facilita a formação da equipe local.

Também está no plano da Sonda firmar parcerias com universidades locais para gerar novos empregos.

“Na região existe uma oferta de profissionais oriundos das melhores universidades do país, entre elas Unicamp, UFSCar, Unesp, USP São Carlos, PUC-Campinas e Unaerp, entre outras”, ressalta Landim.

Com 200 profissionais e 60 clientes locais - na maioria companhias de grande porte que têm seu sistema de gestão da SAP suportado pela Sonda IT -, a meta com a filial é fomentar novas ofertas.
Na mira, o ITO (Information Technology Outsourcing) e o AMS (Application Management Service).

De fundação chilena, a Sonda atua no Brasil com 6,5 mil colaboradores e mais de 1,2 mil clientes ativos distribuídos por 31 escritórios em todos os estados brasileiros.

Além do Brasil, a companhia também tem presença na Argentina, Colômbia, Equador, Costa Rica, México, Peru, Uruguai e Panamá.

Ao todo, são mais de 12 mil colaboradores e 62 escritórios, atendendo a cinco mil clientes.