Equipamento identifica as moedas e gera cupom. Foto: Divulgação.

A loja Angeloni da Beira Mar, em Florianópolis, disponibiliza o CataMoeda, uma máquina na qual os consumidores depositam suas moedas e recebem um vale-compras com o valor correspondente e mais 2% para usar na loja. 

O objetivo da iniciativa é facilitar a circulação de moedas e reduzir o problema de falta de troco.

Com data limite para troca, o cupom tem a validade de dinheiro no estabelecimento onde está a máquina ou em parceiros cadastrados.

A máquina tem uma tecnologia que identifica digitalmente as moedas e rejeita as falsificadas. 

O equipamento foi desenvolvido na sede da empresa e os que já estão em operação contabilizam mais de 365 mil moedas em supermercados do Paraná e de São Paulo.

A média de depósito para bônus é de R$ 17,80.

Segundo o Banco Central, 27% das moedas emitidas não estão em circulação por perdas ou armazenamento, retirando do mercado cerca de R$ 508,3 milhões. 

Em 2012, foram gastos R$ 320 milhões para a produção de 1,2 bilhão de unidades de moeda.

O Grupo Angeloni atua em Santa Catarina e em Curitiba, no Paraná. São 23 supermercados, 21 Farmácias, 8 postos de combustível, além de um centro de distribuição. Cerca de 9 mil colaboradores trabalham na rede.