Fabricação do iPhone 5 com o pé no freio, diz jornal. Foto: divulgação.

Diante da baixa demanda dos consumidores pelo iPhone 5, a Apple reduziu os pedidos de peças de fabricação do aparelho no último trimestre, segundo destacou o jornal japonês Nikkei nesta segunda-feira, 14.

Com a decisão da Apple, as empresas Japan Display, Sharp e a sul-coreana LG Display reduzirão pela metade o fornecimento de telas LCD, não atingindo o plano inicial de cerca de 65 milhões de telas para o primeiro trimestre.

De acordo com o jornal japonês, a empresa norte-americana também reduziu drasticamente os pedidos de outros componentes.

COMPLICOU

A informação do Nikkei ainda não foi confirmada, mas segue a opinião de analistas, que acreditam que as vendas do iPhone 5, lançado no final de setembro, não estão assim tão bem como se imagina.

Em um mercado cada vez mais concorrido, o iPhone perdeu terreno para concorrentes como a Samsung, que lançou smartphones Android como o Galaxy SIII no mercado de dispositivos de alto nível.

Inclusive, segundo destaca a Reuters, a Samsung anunciou na semana passada que as vendas dos smartphones Galaxy S haviam superado 100 milhões de unidades desde o lançamento do primeiro modelo da série, em maio de 2010.

O Galaxy SIII, lançado em maio de 2012, vendeu mais de 40 milhões de unidades em sete meses.

Além disso, a expectativa do mercado é de que a nova investida da Samsung, o Galaxy SIV, chegue ao mercado ainda no primeiro semestre de 2013, com processador mais poderoso e tela inquebrável de alta resolução.

A Samsung ultrapassou a Apple, ajudada em parte pela popularidade do Galaxy Note II, e uma estratégia focada em oferecer produtos em diversas faixas de preço, enquanto a Apple focou em preços elevados e o poder de sedução de sua marca.

A expectativa é que a Samsung eleve suas vendas de smartphones em mais de um terço este ano e que amplie a vantagem sobre a Apple, de acordo com o grupo de pesquisa Strategy Analytics, que previu vendas de 290 milhões de unidades de smartphones Samsung em 2013, ante 180 milhões de iPhones.

IPHONE BARATO

Segundo uma matéria publicada pelo Wall Street Journal na última semana, a Apple está trabalhando em uma versão mais barata do iPhone, uma estratégia nova para recuperar a perda de mercado sofrida.

Atualmente, uma unidade do iPhone 5 não atrelada a plano de operadora custa cerca de US$ 600 nos Estados Unidos. No Brasil, este valor fica em R$ 2 mil para o modelo de 16GB.

Para reduzir o valor do iPhone, a Apple deverá trocar materiais em sua confecção, como substituir a carcaça de alumínio por uma de policarbonato. Além disso, componentes de modelos antigos não vendidos poderão ser reaproveitados.

Segundo destacou o jornal norte-americano, a possibilidade de lançamento deste novo iPhone ainda está em avaliação pela Apple, que não quis comentar sobre a informação.