Não chora. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Má notícia para você que gosta do RSS para organizar o monte de notícias que lê diariamente. Google revelou no seu site nesta quarta-feira, 14, que seu aplicativo Google Reader sairá do ar a partir do primeiro dia de julho.

O fechamento da aplicação de leitura de feeds RSS faz parte do plano da empresa em limpar alguns de seus serviços, alguns pouco usados e outros já ultrapassados, conforme destaca o TechCrunch.

Segundo afirma a gigante das buscas, o Reader foi lançado em 2005 "como um esforço para que as pessoas pudessem facilmente descobrir e guardar seus sites favoritos", mas, mesmo retendo um público fiel, o uso está diminuindo.

O Google não divulgou dados sobre a atual base de usuários, mas segundo informações divulgadas em 2010 por executivos da empresa, a plataforma contava então com "dezenas de milhões de usuários".

"Usuários e desenvolvedores interessados em alternativas de RSS podem exportar seus dados, incluindo suas assinaturas, com o Google Takeout ao longo dos próximos 4 meses”, divulgou o Google.

Para analistas como Anthony Ha, do TechCrunch, o fim do serviço dá mais força às teorias de que o RSS está morrendo, embora não seja uma morte imediata.

"Os indícios de que mostram uma base fiel, mas que está caindo, sugerem que aqueles que acreditam que o RSS pode ainda se tornar uma tecnologia signficativa entre o grande público consumidor podem parar de acreditar", dispara.

"E para quem gosta de acompanhar fontes de notícias aos montes, isso é realmente um saco", completa.

De certa forma, o fechamento do Reader era uma questão de tempo, já que o Google praticamente não dedicava mais a sua atenção ao serviço. Um exemplo foi o fechamento do AdSense para feeds no ano passado.

"Google parou de investir no Google Reader e, até onde sabemos, tirou virtualmente todo o time do Reader para trabalhar em outros projetos", entregou Frederic Lardinois, também do TechCrunch.

Além do Reader, outros produtos do Google que terão seu fim são os seguintes: GUI Builder, widgets para AppsScript, CalDAV API, Google Building Maker, Google Cloud Connect,  Google Voice App para Blackberry,  Search API for Shopping, Snapseed Desktop para Macintosh e Windows.

OPÇÕES

O fim do Reader não significa o fim da leitura de notícias por feeds. Segundo destaca o site Lifehacker, existes algumas opções similares, como o NetVibes, NewsBlur e o Feedly.

Outras alternativas, como o Flipboard ou o Pulse oferecem a chance de acompanhar notícias em uma plataforma única, mas com interfaces diferenciadas do tradicional leitor de feeds.

Para os leitores mais casca-grossa, ainda há a opção dos leitores de feeds de desktop, como o FeedDemon, que possibilitam um alto grau de customização e opções de sincronização.