Lucien Cohen (foto) agora responde à Luis Picinini. Foto: divulgação.

A Qlik, multinacional do segmento de visual analytics, anunciou a contratação de Luis Picinini, ex-Oracle, como novo diretor de Alianças e Parcerias da empresa para a América Latina.

O executivo, que atuava anteriormente como diretor de alianças globais da Oracle, agora coordenará o trabalho com a rede de canais na região. A companhia opera 100% por meio de vendas indiretas.

Segundo Picinini, a Qlik já tem um trabalho bastante próximo aos seus distribuidores e o objetivo é estreitar ainda mais o relacionamento, também, com os provedores de solução, integradores de sistema e parceiros de implementação.

"Ter todo o ecossistema capacitado nos permite oferecer cada vez mais qualidade no atendimento aos usuários finais", explica o executivo.

Luis Picinini é formado em Engenharia da Computação pela Universidade Estadual de Campinas e pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. Além da Oracle, o executivo acumula passagens por empresas como Citrix, Cisco, VMware e Intel.

A Qlik está presente no Brasil há quase 10 anos, e tem 100% das vendas feitas por meio de três distribuidores: as paulistas Nórdica e Inteligência de Negócios e a catarinense Toccatto.

Cada uma delas tem debaixo do seu guarda chuva dezenas de canais. Segundo o último levantamento realizado pelo Baguete em 2015, a Inteligência tem cerca de 400 clientes, a Nórdica 350 e a Toccato, 600.

A empresa vem investindo no fortalecimento de sua estratégia de canais com a contratação de executivos de peso para este segmento. No ano passado a companhia contratou Lucien Cohen, ex-Accenture, para o cargo de diretor de alianças estratégicas da empresa no Brasil. Agora Cohen responderá a Picinini.

Fundada nos anos 90 na Suécia, a Qlik abriu capital em 2010 nos Estados Unidos e é um player consolidado, com faturamento de US$ 556,8 milhões em 2014, uma alta de 14% frente ao ano anterior.