Marcelo Cosentino, vice-presidente dos segmentos de Professional Services da Totvs. Foto: Divulgação.

O Grupo Mazzini, que atua no setor de serviços há mais de 36 anos, vai implantar tecnologias da Totvs com o objetivo de padronizar os processos de suas oito unidades distribuídas pelo Brasil.

A primeira etapa do projeto no está focada na reestruturação de todo o back-office. De acordo com a empresa, o ERP antigo não atendia a todas as suas necessidades e não era integrado.

O projeto inclui a implantação do software especialista em gestão de serviços para gerenciar a mão de obra terceirizada e os contratos. 

Também está prevista a adoção do Fluig, plataforma voltada para transformação digital da Totvs, para a comunicação entre as unidades, criação workflows e gerenciamento de documentos. 

As oito filiais - nos estados de São Paulo, Pernambuco, Bahia, Rio de Janeiro e Ceará - utilizarão o mesmo sistema e seguirão os procedimentos estabelecidos.

Para a empresa, o departamento de Compras será um dos mais beneficiados com a reestruturação. Hoje, as unidades são fragmentadas e cada equipe faz as suas compras sem um método específico. O objetivo é unificar a área e definir um orçamento que será controlado pelo ERP. 

Outro ponto importante será a mudança em Recursos Humanos, ao implantar o apoio do Fluig. Na dinâmica atual, a cada nova contratação, a unidade de negócio envia fisicamente a documentação do colaborador para o RH, que digitaliza e dá sequência aos procedimentos por e-mail. 

E processo não tem rastreabilidade e é passível de erros pelo trânsito de informações intenso, com a possibilidade de perdas de documentos, além de um volume alto de papel e custos com movimentação de malotes. Com o Fluig, a ideia é criar um processo automatizado desde o início e com acompanhamento de cada etapa pelos gestores.

Para os projetos, a empresa optou pela modalidade de subscrição da Totvs (o Intera), pela qual terá acesso a todas as soluções com uma assinatura mensal. 

“O cenário atual é favorável para as empresas de serviços. No entanto, quem apostar em tecnologia, colherá os melhores resultados. O Grupo Mazzini entendeu que essa era a hora certa de investir para seguir expandindo e conquistando mercado. Ficamos felizes de participar desse momento, diz Marcelo Cosentino, vice-presidente dos segmentos de Professional Services da Totvs.

O projeto chega em um momento importante para o Grupo Mazzini. Com um conjunto de mudanças legais - como a Reforma Trabalhista, que começou a valer em novembro desde 2017, o eSocial, que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2018, e a Lei da Terceirização - as empresas que fazem a gestão de mão de obra vivem um cenário desafiador. 

“A chegada da Totvs reforça um momento importante para nós. Ter uma tecnologia de ponta faz com que a empresa ganhe força comercial e explore a visão de negócios, já que terá uma ferramenta para executar e apoiar a eficiência e entrega de resultados. Esperamos ter um controle melhor dos custos, trazer mais transparência para a operação e mensurar com mais precisão a rentabilidade dos contratos”, afirma Matheus Bortoli, diretor Comercial do Grupo Mazzini.

O Grupo Mazzini é especialista na prestação e gestão de serviços terceirizados, mão de obra temporária, trade marketing, facilities e unidades de atendimento. A empresa tem cerca de 130 clientes e administra mais de 4 mil profissionais, além dos seus 150 funcionários diretos.