Netsul com projeto na nova unidade da Hemobrás. Foto: divulgação.

A Netsul, empresa gaúcha especializada em integração de TI, venceu uma disputa pública e cuidará da implantação do TI em um projeto na Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás).

Pelo contrato, orçado em R$ 10 milhões, a Netsul será a responsável pelo projeto executivo, implantação e instalação de toda a infraestrutura de TI da estatal vinculada ao Ministério da Saúde.

O projeto inclui a instalação de um data center, soluções de rede, sistemas de refrigeração, no-break e equipamentos de segurança, entre outras soluções, usando a estrutura HP Pod.

Também serão implantadas na Hemobrás outras soluções, como servidores, storages, routers, switches, backup, gerenciamento de ativos e soluções de segurança.

A estrutura de segurança em TI planejada pretede blindar a estatal com um conjunto de soluções que inclui o HP Tipping Point e HP Arc Sight, o ASM da F5 Networks, o Cisco IronPort e o Next-Generation Firewall, da Palo Alto Networks.

Segundo Walter Lowenhaupt, diretor comercial da Netsul, o projeto abrange todos os nossos pilares de atuação da empresa, atendendo nas áreas de infraestrutura, redes, application delivery, server e storage, virtualização e segurança 360º.

"Iremos implantar um Datacenter novo, eficiente, otimizado, com tecnologia de ponta em redes e balanceamento de carga, e blindado em questão de segurança de TI”, observa o executivo.

Outro diferencial apontado pelo gestor foi o alinhamento com a política de sustentabilidade ambiental da Hemobrás, que tem um convênio de cooperação técnica com a Ceitec, cliente da Netsul que já está utilizando a estrutura do HP Pod para abrigar seu data center.

No caso da Ceitec, a empresa constatou redução no consumo de energia elétrica em função do ambiente inteligente do produto, que controla automaticamente o consumo.

“Todo nosso projeto está alinhado ao conceito de Green Building. A questão ambiental é fundamental para nós”, explica Guy Joseph Víctor Bruère, gerente de TI da Hemobrás.

O projeto da Netsul atenderá à fábrica da Hemobrás, primeira do país a produzir medicamentos derivados do sangue. A ser inaugurada em Recife, o empreendimento está orçado em R$ 855 milhões.

Em 2012, entrou em funcionamento o primeiro Bloco da fábrica, que contempla uma câmara fria a -35°C e onde são feitas a recepção, triagem e armazenamento de plasma. "

Este bloco será o primeiro a ser atendido pelo Datacenter, que posteriormente será levado para junto da nova sede administrativa”, explica Bruère, que destacou a possibilidade de locomoção e modularização do data center um dos grandes atrativos do projeto.

De acordo com Bruère, a possibilidade de locomoção e modularização do Datacenter foi um dos grandes atrativos do projeto, já que a Netsul implementará o Datacenter em container HP POD 20c.

"A redução do tamanho atraiu bastante, pois podemos economizar em espaço e recursos", completa o gerente.

Com sede em Porto Alegre, filiais em Brasília e Florianópolis e unidades em São Paulo e Salvador, a Netsul possui mais de 20 anos de atuação no mercado, atendendo a cerca de 650 clientes dos setores público e privado.

Colaboraram com esta matéria:
Usina de Notícias