CABOS DE REDE

Fujikura quer faturar R$ 33 mi no RS

14/04/2015 16:10

Para 2016, a meta de faturamento passa para R$ 52 milhões, uma alta de 57%.

O governador José Ivo Sartori participou de uma tradição japonesa com executivos da Fujikura. Foto: Baguete.

Tamanho da fonte: -A+A

A joint-venture da brasileira ProCable e do grupo japonês Fujikura inaugurou nesta terça-feira, 14, sua primeira fábrica no Brasil, localizada em Montenegro, cidade a 55 km de Porto Alegre. 

No primeiro ano de operação da fábrica, a expectativa da empresa é alcançar um faturamento de R$ 33 milhões. Para 2016, a meta sobe para R$ 52 milhões, uma alta de 57%.

Até então, foram investidos R$ 35 milhões em Montenegro. 

“A partir de agora, pretendemos crescer gradativamente para aumentar o portfólio. O plano é investir cerca de R$ 5 milhões por ano no novo local”, relata Ikuo Shigetoshi, presidente da Fujikura Cabos.

O empreendimento será focado na produção de cabos de energia e telecomunicações (OPGW) e cabos de alumínio com alma de aço (ACRS), usado na transmissão de energia elétrica.

Segundo Fumitaka Nishimura, presidente da ProCable, os cabos terão uma redução de 20% a 30% nos custos a partir da fabricação local.

De acordo com a empresa, o mercado brasileiro para o OPGW é de 5 mil km por ano. Enquanto isso, a capacidade instalada inicial da Fujikura é de 1 mil km anuais.

Já o cabo ACSR tem capacidade de 1 mil toneladas no início da operação, para um mercado nacional de 2 mil toneladas ao ano.

A fábrica de Montenegro tem área construída de 10,8 mil m² e fica num terreno de 144 mil m².

Hoje a fábrica emprega quase 30 funcionários. Até o final do ano, esse número deve chegar a 60. O plano para o longo prazo é chegar a 300 colaboradores.

Globalmente, a Fujikura faturou R$ 14,7 bilhões em 2013. Desse montante, apenas 3,1% (R$ 455 milhões) foi proveniente de negócios nas Américas do Sul e Central. Com a nova fábrica, a expectativa é aumentar esse índice para 5% em até dois anos.

A receita da empresa vem 43,1% do Japão, 26,2% de outros países da Ásia, 17,7% da América do Norte e 10% da Europa.

Os trabalhos para construção da fábrica de Montenegro começaram em 2011 com a avaliação ambiental da área. A construção começou oficialmente em novembro de 2013, depois de um período de “stand-by” nos planos da companhia.

Veja também

Procable vai investir R$ 40 milhões no estado

A Procable Energia e Telecomunicações vai investir R$ 40 milhões para instalar uma unidade de produção de cabos no município de Montenegro, com início de operação previsto para dezembro de 2012.

A empresa, que formou uma joint venture com o grupo Fujikura, do Japão, também vai transferir a sede que hoje mantém em São Paulo para o Rio Grande do Sul.

REDE
Algar tem cabo Brasil-EUA com Google

O cabo terá mais de 10 mil km de extensão, passando por Santos, Fortaleza e Boca Raton, na Flórida. 

STERLITE CONDUSPAR
Paraná recebe fábrica de fibra óptica

Unidade foi inaugurada na terça-feira em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

INTERNET DAS COISAS
Xiaomi: de celulares à rede elétrica

Empresa quer ir além dos smartphones, lançando produtos como extensão elétrica, balanças conectadas e smart TV.

PRIMEIRO NO BRASIL
Prumo compra container data center Huawei

O primeiro container foi vendido pela empresa LCS para a Prumo Logística.