Divulgação

O projeto de cidade digital de João Pessoa, na Paraíba, está na mira da polícia federal.

A Operação Logoff foi deflagrada no final da semana passada, em conjunto com o Ministério Público, para obter provas de irregularidades já constatadas na aplicação de  R$ 4,7 milhões repassados à Prefeitura de João Pessoa, na Paraíba, pelo MCT para o programa Jampa Digital.

As irregularidades referem-se ao procedimento licitatório e à execução do contrato firmado entre a Prefeitura de João Pessoa e a empresa Ideia Digital, vencedora do certame, realizado em 2009.

Foi constatado que a combinação de valores entre as empresas participantes a fim de fraudar o caráter competitivo da licitação e o desvio de recursos públicos em razão de superfaturamento por sobrepreço.

Constatou-se ainda que a empresa Ideia Digital chegou a utilizar um de seus empregados para representar outra empresa na concorrência.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão na sede da empresa Ideia Digital, na Bahia, e em suas filiais em Pernambuco, bem como nas residências dos seus sócios e nos setores de licitação e de compras da Prefeitura de João pessoa.

Participam da operação 30 policiais federais e sete servidores da Controladoria-Geral da União.