CHATBOT

Apto atende via WhatsApp com Take

14/05/2020 09:07

Startup imobiliária acelerou lançamento do canal inteligente por conta da pandemia.

A plataforma é especializada em apartamentos recém lançados. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Apto, startup que conecta potenciais compradores de imóveis recém lançados a construtoras e empreendimentos, adotou o chatbot da Take, mineira que atua com a plataforma BLiP, para atender os usuários na busca de apartamentos.

Na prática, o bot faz o contato inicial via WhatsApp e descobre o que o cliente deseja, como região do imóvel, quantos dormitórios ou se o perfil é mais econômico, por exemplo.

Em seguida, a plataforma envia opções de lançamentos, apartamentos prontos para morar ou ainda em construção, para que o usuário possa analisar melhor. As respostas, nesse momento, são mais objetivas e o usuário conduz o papo apontando suas escolhas. 

Caso existam dúvidas mais específicas, a ferramenta encaminha o comprador para a equipe interna da Apto, que passa mais informações e detalhes sobre o imóvel.

O lançamento do canal já estava previsto para acontecer ao longo do ano, mas a pandemia causada pelo coronavírus acelerou o processo. 

"O momento de distanciamento social faz com que essa ferramenta seja ainda mais importante. O chatbot vai colaborar para diminuir o impacto negativo no mercado, uma vez que as pessoas terão todas as dúvidas esclarecidas de imediato", afirma Alex Reis, gerente de marketing da Apto.

A startup imobiliária já tinha o Vince, consultor virtual que atende o público por e-mail, além de um chat que conecta os compradores diretamente com as construtoras, incorporadoras e imobiliárias. 

Com a pandemia, a Take aumentou a capacidade da BLiP, sua plataforma de construção, gestão e evolução de chatbots, em mais de 10 vezes - levando em conta a redução da capacidade das centrais de atendimento, fechamento de lojas e trabalho remoto.

"O BLiP foi construído para momentos como este, em que a velocidade, flexibilidade e escalabilidade se tornam diferenciais na capacidade de resposta ao inesperado. Temos visto nossos clientes desenvolvendo soluções incríveis e estamos preparados para responder rapidamente a todas as demandas", afirma Roberto Oliveira, CEO da Take.

Segundo a Take, o atendimento via chat converte até quatro vezes mais em vendas, favorecendo que o cliente se mantenha ativo. Já a taxa de abertura dos apps de mensageria é de 100% em até 4 horas. 

A Take tem mais de 20 anos no mercado de mobile e mensageria e é provedora de solução oficial para o WhatsApp Business API. Entre os seus clientes, estão marcas como  Coca-Cola, Itaú e Localiza.

Fundada em 2015, a Apto é uma plataforma 100% on-line com mais de 80 construtoras como clientes. Ela está presente em cidades como São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Goiânia, Campinas e Curitiba.

Veja também

AI
Previsul vende on-line com O2OBOTS

Chatbot é utilizado para cotação e contratação de seguros via WhatsApp e Facebook Messenger.

FINTECH
Oi e Conta Zap criam carteira digital

Solução, que funciona via WhatsApp, está sendo utilizada em ação social relacionada à pandemia.

INFORMAÇÃO
Porto Alegre tem chatbot com 4all

CovidBot tira dúvidas sobre o coronavírus no site da prefeitura. Governo do RS adotou canal semelhante.

EDUCAÇÃO
Oracle Academy tem evento on-line sobre cloud

Terceira edição brasileira do Virtual Student Day acontece no dia sete de abril.

MENSAGENS
Sinch compra Wavy por R$ 610 milhões

Grupo Movile, que até agora só comprava, vendeu uma empresa do seu porfólio.

MEDIDAS
Stefanini: home office para perfis de risco

Vão trabalhar em casa maiores de 60, gestantes, ou pessoas com sintomas.

VAZIO
Centro do Google para startups suspende atividades em SP

Medida de prevenção ao coronavírus é por tempo indeterminado.

AI
Embracon tem chatbot com Flex

Ferramenta é utilizada para contactar clientes no pós-venda.

TROCA TROCA
Claranet contrata ex-Tivit para assumir Brasil

Fábio Amigo substitui executivo que foi contratado pela mesma Tivit no ano passado.

FUTURO
Como criar estratégias de AI em sua empresa?

Problemas de implementação de ERP ou CX não são motivo para não começar com AI.