CBERS-4 foi lançado ao espaço com sucesso. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O CBERS-4, quarto satélite desenvolvido em cooperação entre o Brasil e China, foi lançado com sucesso no domingo, 12.

Segundo informações da agência EFE, o CBERS-4 foi lançado da base espacial chinesa de Taiyuan, no norte do país, e especialistas da Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria para a Defesa Nacional da China confirmaram que o equipamento está realizando suas funções.

O aparelho oferecerá informação privilegiada sobre o desmatamento na Amazônia, fotografando, rastreando e registrando atividades agrícolas, desmatamento de florestas, mudanças na vegetação, recursos hídricos e expansão urbana com uma resolução superior à dos satélites anteriores.

Toda a informação compilada pelo satélite, que dará uma volta completa na Terra a cada 100 minutos, será cedida "gratuitamente" para países da África e da América Latina.

Dentro do CBERS (China-Brazil Earth Resources Satellite), um projeto de cooperação especial com duas décadas de história, Brasil e China desenvolveram e lançaram anteriormente os satélites CBERS-1 (desativado em 2003), CBERS-2 e CBERS-2B (desativado em 2010), e CBERS-3 em 2013.

Os dois países já planejam a fase seguinte, o CBERS-4B, que será colocado em órbita em 2016.

A cooperação com o Brasil em ciência está inserida no interesse da China de impulsionar seu programa espacial e demonstrar que pode concorrer com tradicionais potências tecnológicas após décadas de subdesenvolvimento e isolamento internacional.