O Grupo Tekno adotou as soluções Forcepoint Web Security e Forcepoint Email Security. Foto: Divulgação.

O Grupo Tekno, provedor de soluções metálicas para diversos segmentos, contratou a Rationale, consultoria e revenda em TI, para um projeto de segurança. A empresa adotou as soluções Forcepoint Web Security e Forcepoint Email Security com DLP integrado. 

A empresa soma cerca de 250 usuários da rede corporativa distribuídos entre as duas plantas em Guaratinguetá, no interior de São Paulo, e o escritório comercial na capital paulista.

A iniciativa de contratar a Rationale aconteceu em 2016, tendo à frente o processo anual de renovação da solução IronPort da Cisco, quando a equipe decidiu estudar uma solução de segurança de web, e-mail e dados que a empresa considerasse o melhor custo-benefício. 

"Nós não precisávamos apenas repensar os custos. O desafio era também melhorar o controle do acesso à web e de conteúdos maliciosos de e-mail para reforçar a prevenção contra ameaças", explica Felipe Carvalho, gerente de tecnologia da informação do Grupo Tekno.

Um dos fatores-chave para a decisão foi a isenção de uma renovação anual obrigatória – exigida pelos fornecedores anteriores.

"Ao adotar as soluções Forcepoint fomos assegurados da atualização de três anos e da segurança necessária para estarmos em conformidade com o sistema, sem a necessidade de nos ocuparmos anualmente em realizar novos estudos internos de mercado para o processo de renovação", relata Carvalho. 

A Forcepoint foi formada em 2016 como resultado da fusão das empresas Raytheon Cyber Products, Websense e Stonesoft. 

Além da garantia de atualização de três anos e o gerenciamento centralizado, Carvalho a destaca como ganhos a melhor visibilidade do tráfego de entrada e saída de toda a informação movimentada pelo grupo através de e-mails e do acesso web, e a segurança dos dados cruciais da companhia pelo DLP ativado.

“Esse processo de reestruturação nos permitiu elevar nosso nível de proteção, manter a produtividade e preservar a nossa marca, como também reduzir custos de gerenciamento e do ambiente de segurança. Hoje, temos segurança de alta qualidade aliada ao melhor custo-benefício”, afirma o gerente de TI.

Há cerca de um ano, a Forcepoint reforçou o seu canal de distribuição no Brasil com um acordo com a Arrow.

Sob o guarda-chuva da Raytheon, uma gigante global de US$ 25 bilhões, a Forcepoint nasceu. em janeiro do ano passado, com um faturamento estimado em US$ 360 milhões.