Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Multilaser, uma das maiores empresas brasileiras do setor de eletrônicos, escolheu a Amazon Web Services (AWS) como sua principal provedora de nuvem para dar suporte ao lançamento de uma média de cinco novos produtos por dia.

Após anunciar a migração de seu ERP para o SAP S/4 Hana, que foi decidida no final de 2020, a companhia escolheu a AWS e, no período de um mês, estava com aplicações funcionando na nuvem. 

“Entendemos que a tecnologia de computação em nuvem não é apenas uma necessidade, mas sim questão de sobrevivência, e confiamos na AWS por sua infraestrutura de qualidade incontestável”, afirma Danilo Deus Dará, head de transformação digital e inovação da Multilaser.

Na plataforma, os dados da empresa são armazenados no Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), já o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) fornece capacidade de computação segura.

A companhia ainda utiliza o Amazon EKS como serviço Kubernetes totalmente gerenciado e o Amazon RDS, que facilita a configuração, a operação e a escalabilidade de bancos de dados relacionais na nuvem.

Toda a arquitetura de aplicações da companhia está sendo migrada para microsserviços dentro do Amazon EKS.

Além disso, conta com o Amazon EC2 Mac Instances para o desenvolvimento de sistemas, por meio do qual é possível executar cargas de trabalho do macOS sob demanda na nuvem, estendendo a flexibilidade, escalabilidade e benefícios de custo da AWS a todos os desenvolvedores.

A empresa conta com mais de 30 sistemas distintos, todos desenvolvidos internamente, e tudo que é novo já é nativo na plataforma de nuvem da AWS, enquanto o sistema legado vai migrando aos poucos. 

Com isso, até 2022 a companhia pretende ter 100% das operações rodando em cloud e, para tanto, está capacitando seu time com os treinamentos e certificações da AWS.

"Pelo tipo de operação que construímos, a empresa simplesmente não existe sem nossos sistemas. Por isso, contamos com a resiliência e segurança da AWS para sustentar nosso crescimento”, destaca Dará. 

Como próximos passos, a Multilaser tem como objetivo mover para nuvem um conjunto de sistemas que vai desde as informações para o controle e automatização de processos para pós-venda, passando pelos dados de inteligência detalhada dos clientes, até o cadastro centralizado dos produtos, aprovação e inteligência de riscos financeiros, além da intranet. 

“É gratificante auxiliar a Multilaser em sua jornada de evolução digital tendo a nuvem como cerne de sua estratégia de crescimento. Mais do que nunca, empresas que souberem utilizar a tecnologia para entregar melhores experiências se destacam no mercado”, afirma Cleber Morais, country manager da AWS.

Com milhões de clientes, a AWS possui mais de 200 serviços e 81 zonas de disponibilidade em 25 regiões geográficas, com planos anunciados para mais 21 zonas de disponibilidade e mais sete regiões da AWS na Austrália, Índia, Indonésia, Israel, Espanha, Suíça e Emirados Árabes Unidos.

Criada em 1987 para ser uma pequena importadora de copiadoras, a Multilaser se tornou um dos maiores players de eletrônicos e suprimentos de informática nacional, com 20 marcas, 3 mil funcionários e R$ 3 bilhões em faturamento.

Hoje, a companhia conta com um catálogo de mais de 5 mil itens distribuídos em mais de 40 mil pontos de venda pelo país. Sua estrutura conta com um escritório em São Paulo, um complexo industrial em Extrema, Minas Gerais, uma fábrica na Zona Franca de Manaus e um laboratório de engenharia na China.