HTML5 para Flash: "Perdeu, Plaboy!". Foto: divulgação.

Chegou a hora do Flash dar adeus ao Android. A Adobe anunciou para esta quarta-feira, 15, o fim de novos downloads do Flash para a plataforma móvel do Google. A notícia é do site The Verge.

O fim do Flash para Android faz parte da decisão da Adobe em suspender o desenvolvimento do plugin para dispositivos móveis, anunciada em novembro do ano passado.

Se há cerca de cinco anos atrás o Flash era a grande promessa para uma "experiência completa online", hoje em dia parece que o título tem no HTML5 o seu novo dono.

Não que a Adobe não tentou. Desde 2007 a empresa trabalhou para traduzir a experiência flash em celulares e tablets, mas encontrou um empecilho ao esbarrar na resistência da Apple em aderir ao formato, preferindo o desenvolvimento em HTML5.

Se em relação ao iOS, a Adobe praticamente não teve chance, onde a empresa encontrou a porta aberta - no Android - ela falhou em fazer acontecer. Mesmo com tentativas no marketing e integração no Android, ela preferiu interromper o desenvolvimento para o sistema, desistindo de uma fatia de aproximadamente 85% do mercado móvel.

A gota d'água foi o anúncio da Microsoft em manter "compatibilidade limitada" como Flash para o Windows 8.

FUTURO

Não tá morto quem peleia. De agora em diante a Adobe planeja focar em games e no conceito de "premium video" - seja lá o que eles queiram dizer com isso - e continuarão desenvolvendo o Flash para PCs.