Luiz Felipe Lopes, gerente de TI da Cotrijal. Foto: Divulgação.

A Cotrijal acaba de implementar a ferramenta de gerenciamento de eventos de segurança (SIEM, na sigla em inglês) da Fortinet. O projeto contou com apoio da Gruppen, parceira gaúcha da fabricante.

Com a plataforma, a empresa conta com uma análise proativa e em tempo real dos logs de evento.

“Entre os nossos objetivos, aumentar a disponibilidade e segurança dos serviços de TI tem sido aqueles de maior destaque. Desta forma, precisávamos de uma solução que nos apoiasse neste sentido, sem que o esforço do nosso time interno aumentasse.”, afirma Luiz Felipe Lopes, gerente de TI da Cotrijal.

O software está sendo oferecido como serviço pela Gruppen, com o projeto incluindo a análise pré-implantação e o treinamento interno.

Segundo Lopes, o projeto de SIEM permitiu, já nos primeiros dias, atuar de maneira focada em diversas correções apontadas pela solução. A plataforma já trouxe melhorias nas configurações e gestão de sistemas e itens críticos, como Active Directory, Switch Core, Firewall e banco de dados.

Com a solução da Fortinet, a companhia recebe relatórios gerenciais periódicos e também é acionada em tempo real sobre incidentes e configurações fora dos padrões na infraestrutura.

“Com o aumento da criticidade e importância dos sistemas perante os processos de negócio, já não podemos mais monitorar o ambiente de forma reativa. Precisamos do máximo em proatividade” declara Lopes.

A meta agora é expandir o monitoramento com o SIEM para outros serviços de TI, tais como antivírus, correio eletrônico, servidor de arquivos, entre outros.

A Cotrijal faturou R$ 1,35 bilhão em 2015 e tem a meta de chegar a R$ 2,705 bilhões até 2020.

Fundada em 2005, a Gruppen atua com tecnologias da Dell, Microsoft, Citrix e VMware. A empresa tem filiais em Porto Alegre, Caxias do Sul, Passo Fundo, Joinville, Curitiba e São Paulo.

A Gruppen é parceira da Fortinet para o Sul do Brasil desde o início de 2016.