Cássio Pantaleoni, presidente do SAS no Brasil. Foto: Divulgação.

O SAS, focado em soluções de analytics, acaba de promover Cássio Pantaleoni ao posto de presidente da empresa no Brasil. O executivo respondia pela área comercial no país, incluindo uma passagem pela unidade da Colômbia, onde atuou como diretor de operações.

Até o final de 2017, Pantaleoni conduzirá um período de transição, seguindo à frente da área comercial, em paralelo à preparação de seu sucessor. Esta é a segunda grande mudança estrutural promovida pelo SAS na região neste ano. 

Em janeiro, a empresa promoveu o então presidente do SAS Brasil, Conrado Leister, para assumir o comando da empresa na América Latina e no Caribe. Pantaleoni responderá diretamente a Leister.

De 2008 a 2014, Pantaleoni atuou no SAS Brasil e chegou a ser VP de Vendas, Marketing, Soluções e Serviços na companhia. Em 2015, teve uma curta atuação de menos de 6 meses na SAP. Depois, voltou ao SAS para liderar as operações da companhia na Colômbia.

Pantaleoni tem mais de 30 anos de experiência no setor de tecnologia, passando também pelas empresas Oracle, BEA Systems e Tibco Software.

A SAS tem conquistado uma média crescente de 25% a cada semestre nas últimas 7 apresentações de resultado. Além disso, a subsidiária brasileira obteve um recorde de crescimento em 2016. 

“Em grande parte, isso também foi fruto de uma atuação mais efetiva do nosso time de vendas, responsável pela ampliação significativa da receita nos últimos anos”, explica Pantaleoni.

O executivo terá como meta manter a rota de crescimento até o final deste ano, já pensando em 2018. 

“As projeções para 2017 são muito fortes, na ordem de 20% em relação aos resultados do ano passado”, diz.

Para atingir esses objetivos, o executivo também reforça sua aposta no trabalho junto aos parceiros, com potencial para desenvolver ações com foco no setor público, por meio das vendas de soluções antifraude. 

A estratégia está sendo desenvolvida com foco nas vendas do SAS Viya (plataforma na nuvem voltada para a análise e visualização de dados de alta performance).

Além disso, haverá foco nas regiões Norte e Nordeste, ampliando assim a capilaridade de atuação da empresa no país.

No Brasil desde 1996, o SAS conta com mais de 200 clientes. A empresa tem escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, somando cerca de 200 colaboradores.