Elder Jascolka, country manager da Veeam no Brasil. Foto: Divulgação.

A Veeam tem uma nova capacitação para parceiros voltada para a oferta de serviços e consultoria. O movimento tem relação com a estratégia da empresa de transformar sua imagem de uma especialista em backup para uma visão mais completa de proteção e gerenciamento de dados.

Hoje, a companhia conta com 1,2 mil parceiros no Brasil. Destes, cerca de 50% atuaram ativamente com a marca no ano passado.

Na categoria Platinum, a mais alta do programa de canais da Veeam, há oito representantes no Brasil. Já o nível Gold conta com oito nomes no país.

“A nova capacitação é voltada para a entrega de uma solução, não simplesmente a venda de um sistema da Veeam, mas a Veeam como componente de projeto como um todo. Além disso, no âmbito comercial, levamos a mensagem de que a Veeam não é só uma ferramenta de backup, mas uma parte de um processo que envolve recuperação, testes, abrangência e uma série de etapas”, detalha Rodrigo Aliaga, diretor de canais da Veeam.

Com isso, a empresa espera que os parceiros transmitam para o mercado a mesma visão que a Veeam procura trabalhar atualmente.

“O grande ponto estratégico da Veeam hoje é ser um parceiro para a transformação digital que pode atender a mobilidade e visibilidade dos dados. A empresa se posiciona de forma estratégica por ser uma fornecedora com atuação única para esse gerenciamento. Há soluções no mercado que são seguras mas complexas, enquanto outras são simples mas não robustas o suficiente. A Veeam tem a combinação ideal”, destaca Elder Jascolka, que assumiu em maio como country manager da empresa no Brasil.

A empresa promove sua plataforma de gerenciamento de dados na nuvem como peça fundamental para um processo que envolve cinco etapas.

Após o backup, há a mobilidade de nuvem, na qual a empresa oferece portabilidade e recuperação de cargas de trabalho local ou baseada em nuvem para Amazon AWS, Microsoft Azure e Azure Stack.

O próximo passo está associado a visibilidade, em que a empresa busca entregar a possibilidade de que o cliente veja toda a amplitude dos seus dados para que possa atuar com gerenciamento proativo.

Na orquestração o foco e é otimizar a utilização de dados em ambientes de múltiplas nuvens. Por fim, na etapa de automação, os dados se tornam autogerenciados.

“Todos esses estágios estão em uma plataforma que entrega para o cliente a proteção dos dados e integração com a nuvem, que é o que o mercado busca”, destaca Aliaga.

Presente no Brasil desde 2012, a Veeam conta com 25 colaboradores no país e atende a mais de 2 mil clientes. Globalmente, a companhia soma mais de 350 mil empresas atendidas com suas soluções.

*Júlia Merker cobriu o VeeamOnForum, em São Paulo, a convite da Veeam.