Bosch também quer o mercado de carros conectados. Foto: divulgação.

A Bosch, fabricante alemã de componentes para carros e equipamentos mecânicos, está mirando o segmento de carros inteligentes e conectados para impulsionar o seu crescimento futuro.

Segundo destaca a Reuters, a empresa também quer a sua fatia do bolo neste novo mercado, cada vez mais povoado por empresas de tecnologia e também as automotivas.

De acordo com o Rolf Bulander, membro do Conselho de Administração da Bosch, o crescimento de carros elétricos e conectados à Internet está ajudando a fornecedora alemã Bosch a conquistar novos clientes conforme a empresa entra em áreas como softwares e serviços.

Conhecida por produtos como velas de ignição para motores, a companhia está investindo na produção de sensores para IoT e carros. Companhias de leasing, estacionamentos e empresas de tecnologia estão entre os mercados que se abrem, disse Rolf Bulander em entrevista.

"Graças aos sensores de bordo, os veículos podem detectar uma vaga de estacionamento livre e os carros podem relatar o tamanho do espaço", disse Bulander.

Até o final do ano, a Bosch quer chegar a 200 mil carros conectados oferecendo novos tipos de serviços para grupos de clientes como empresas de empréstimos.

Recentemente, a Bosch fez um movimento de aproximação com o mercado de sensores e IoT com a criação da Mozaiq, uma joint-venture internacional com a Cisco e ABB para desenvolver e operar uma plataforma de software aberto para residências inteligentes.

Entretanto, o foco em automóveis representa uma grande fatia do potencial de dispositivos conectados. Segundo dados da Juniper Research, este mercado já deve gerar uma receita de US$ 15 bilhões em 2016.

Por outro lado, a briga para prosperar neste segmento será grande. A lista de companhias com iniciativas voltadas a este mercado é variada e só cresce: Google, Apple, Uber, Cisco, BMW, Huawei e Volkswagen são apenas alguns dos competidores.

Com um portfólio que vai de componentes automotivos e ferramentas a automação residencial, a Bosch tem mais de 350 subsidiárias ao redor do mundo, inclusive no Brasil. Em 2014, a companhia alemã teve uma receita de  € 48,9 bilhões.