Colorado vai renovar o seu app. Foto: flickr.com/photos/thainagaieski/

O Sport Club Internacional apresenta nesta sexta-feira, 17, o seu novo aplicativo para celular, produto de uma parceria com a multinacional francesa NetcoSports.

O app terá conteúdo institucional, funcionalidades de rede social e uma parte de conteúdo exclusivo para os torcedores que toparem pagar um valor mensal.

A NetcoSports fechou um acordo com o Inter pelo receberá uma comissão não revelada sobre a receita gerada pelo aplicativo, que, além das assinaturas dos torcedores, poderá servir de plataforma para ações de marketing. 

A empresa já fez apps para Santos, Cruzeiro, Corinthians, Palmeiras, Botafogo, Grêmio, Fluminense e Bahia, tendo capacidade para negociar “no atacado” com os anunciantes.

Em seu midia kit, a empresa afirma trabalhar com marcas como Pepsi, Coca Cola, Rolex e Samsung. 

Os negócios da Netco ainda estão começando no Brasil. A empresa mantém um escritório em São Paulo, mas a executiva responsável pelo país, Karina Tavares, ainda se divide entre a operação nacional e a matriz em Paris.

A empresa tem 70 funcionários e opera ainda na Rússia e no Canadá. Alguns dos maiores clientes incluem os franceses Paris Saint Germain e o Mônaco, na França; o Borussia Dortmund na Alemanha e o Manchester na Inglaterra.

O atendimento aos clientes no Brasil é apoiado por parceiros, como a gaúcha Queen Mob, que já havia feito o primeiro app do Inter no passado. Samantha Carvalho, uma das sócias da Queen Mob, tem um pezinho nesse mundo: é filha do ex-presidente colorado Fernando Carvalho.

Estimulado pelo incentivo dos novos estádios deixados pela Copa do Mundo e algumas iniciativas de profissionalização da gestão dos clubes, o futebol brasileiro se transformou em um cliente atrativo para o segmento de tecnologia.

Totvs e SAP, por exemplo, fizeram uma série de anúncios de projetos de sistemas de gestão em clubes de futebol nos últimos tempos, incluindo Inter para um lado (Totvs) e Grêmio para outro (SAP).