Rodrigo Krug. Foto: Bruno Todeschini/ASCOM PUCRS

A Cliever Tecnologia, fabricante gaúcha de impressoras 3D sediada no Tecnopuc, acaba de receber um aporte financeiro de R$ 2 milhões do Fundo de Investimento e Venture Capital Criatec 2.

A empresa, que iniciou suas atividades na Incubadora Raiar da PUC-RS, firmou a parceria com o fundo nesta semana, visando um crescimento triplo dos negócios para os próximos dois anos.

Segundo o fundador e diretor da empresa, o aporte será instrumental na consolidação da empresa no mercado, possibilitando o aumento da estrutura atual buscando a liderança do segmento.

A companhia é a primeira startup gaúcha a receber um aporte do fundo, após um ano e oito meses de negociação. De acordo com a fabricante, a meta é saltar das atuais 40 unidades fabricadas mensalmente para cerca de 120 no próximo ano.

De acordo com o gestor regional do Criatec 2, Leandro Teixeira, a aposta na startup deve-se a três pilares: tecnologia do negócio, perfil empreendedor, e um aquecimento do mercado de impressão 3D no país.

“Acreditamos que além de o mercado ser interessante, teremos lucratividade, um negócio saudável”, observa Teixeira. Ele acrescenta que a expectativa é de um crescimento acelerado da receita para os próximos anos.

No início do ano, a Cliever deu seus primeiros passos para uma expansão de seus negócios com a ampliação de sua linha de produtos. A terceira geração da fabricante, foi produzida para suprir as necessidades dos clientes mais exigentes se assemelhando a produtos só encontrados fora do país e com valores na casa dos US$ 60 mil.

No mercado há três anos, a empresa iniciou com equipamentos de entrada, com preços na faixa dos R$ 5 mil reais. Em 2014 a Cliever vendeu cerca de 450 máquinas, faturando R$ 1,2 milhão. O plano para 2015 é chegar a um faturamento de R$ 3 milhões.

Atualmente a empresa conta principalmente com um modelo de vendas direto, mas já ensaia uma expansão via canais, que deve evoluir em 2015, de acordo com Krug. A startup tem representantes em São Paulo e Minas Gerais. A estrutura de vendas, suporte e fabricação fica na sede em Porto Alegre.

O Criatec 2 é um fundo de venture capital formado com recursos do BNDES, BNB, BDMG, BRB e Badesul, gerido pela Bozano Investimentos.