Décio Krakauer, presidente da Ramo Sistemas.

A Classy Brands, empresa brasileira de importação, distribuição e marketing do setor de cosméticos, investiu R$ 250 mil na solução SAP Business One. A companhia ptou pela implementação da solução pela Ramo Sistemas no modelo de contrato de licenciamento Original Equipment Manufaturer (OEM).

Em 2015, a Classy Brands decidiu substituir o antigo ERP pela solução da SAP.

“Durante a negociação, mapeamos todos os processos de negócio para trabalharmos com foco nas necessidades da Classy Brands e após esta etapa, reestruturamos e fizemos a migração dos dados do ERP antigo para uma solução customizada baseada no SAP Business One e que atendesse as necessidades da companhia”, comenta Décio Krakauer, presidente da Ramo Sistemas.

De acordo com CEO da Classy Brands, Paulo Ferraz Nogueira, a SAP foi a única a disponibilizar toda a solução sem utilizar software de terceiros. 

“Necessitávamos de um sistema que proporcionasse confiança nas informações para as áreas financeira, estoque, vendas e fiscal, acelerar os processos e obter controle da gestão do nosso negócio. Com as vantagens do SAP Business One, a Classy Brands concluiu que a tecnologia tem potencial para a expansão e controle das operações e temos a intenção de ampliar o projeto e adquirir novas soluções SAP”, afirma Nogueira.

Fundada em 2010, a Classy Brands está sediada em São Paulo e mantém o centro de distribuição em Vitória. Com faturamento de R$ 25 milhões, a companhia iniciou as operações com foco na importação e distribuição de cosméticos de luxo, mas ampliou seu foco de atuação para outros setores com marcas nacionais e internacionais de cosméticos, produtos de beleza e higiene.

Hoje, a companhia é responsável pela importação, distribuição e posicionamento da marca no mercado brasileiro das grifes Sephora, Perricone MD e J.F. Lazantine e das brasileiras; HiClean, +Q Bonita, Piment, Petunia, July&Joy, Freshquitas e my baby. Os produtos podem ser encontrados em mais de 14 mil pontos de venda do varejo nacional.

A Ramo conquistou em 2015 um faturamento com alta de 29%, para R$ 30,6 milhões. Entre os novos contratos de B1, pela primeira vez os negócios trazidos pelos canais da empresa superaram a metade, atingindo 60%.