Linha de montagem da Renault. Foto: divulgação.

O Banco RCI Brasil, braço financeiro das marcas Renault e Nissan no país, investiu em inteligência artificial através de chatbots da Nama. O atendimento é direcionado a clientes de financiamentos de veículos das concessionárias das marcas.

No Banco Renault, a assistente virtual se chama Rita e, na Credi Nissan, foi batizada de Nina.

A instituição financeira afirma que planeja de trabalhar e ampliar a tecnologia nos próximos anos, desta vez voltada ao Certificado de Depósito Bancário (CDB) e incluindo interações nas redes sociais.

“Apostamos em fintechs que desenvolvem tecnologias diferenciadas para estarmos sempre à frente. Toda tecnologia é amplamente testada antes de entrar em operação para evitar problemas para os clientes”, explica Elizandra Costa, diretora de Clientes e Operações do banco. 

O RCI Bank and Services está presente em 36 países. 

A unidade brasileira abriu as portas em 2000 e, no ano passado, atingiu mais de 316 mil clientes e 132 colaboradores.

A startup brasileira Nama, fundada em 2016, afirma ser a primeira empresa a ter desenvolvido tecnologia proprietária de inteligência artificial no Brasil.

Com clientes globais, como Burger King, Canon e BID, já acumula a troca de 200 milhões de mensagens através de IA, que somam mais de 350 mil horas de conversa com usuários.

Rodrigo Scotti, fundador da Nama, já foi gerente de projetos da editora Abril e diretor criativo da Royalpixel, empresa de conteúdo digital. 

Em 2011, fundou a startup Das Dad, de tecnologias para a experiência do usuário. Também é co-fundador e conselheiro da Associação Brasileira de Inteligência Artificial (ABRIA).