Daniel Cabrera e Decio Krakauer.

A Ramo, maior revenda brasileira do software para pequenas e médias empresas Business One da SAP, vai implementar o ERP em três startups, como parte de um programa de mentoria realizado em parceria com a multinacional alemã.

A primeira fase do programa será lançado no quarto trimestre de 2019, com a triagem e a seleção das empresas participantes, conhecimento de seus projetos e proposição de valor. 

O programa de mentoria se desenvolverá em todo o ano de 2020 para as empresas selecionadas, com atuação direta do CEO da Ramo Sistemas, Decio Krakauer, e do head de operação do Business One da SAP Brasil, Daniel Cabrera.

“As startups são empresas promissoras e que movimentam a economia brasileira. Foi pensando nesse fomento que decidimos criar o programa para contribuir com a nossa experiência em gestão, proporcionando às startups oportunidades de engajamentos das novas soluções SAP Business One”, comenta Krakauer.

Os projetos serão acompanhados e passarão pela análise da equipe da Ramo Sistemas e pela área de SAP Business One da SAP. 

Serão escolhidos três finalistas de acordo com os critérios, formatação e propostas mais atrativas dos projetos para o Programa de Mentoria e ainda serão beneficiados com a implementação do SAP Business One, cobrindo seis meses de mensalidade. 

“Estamos em um momento de grande expansão do SAP Business One no Brasil e precisamos de ações como essa para trazer novas ideias e empreendedores para acelerar o crescimento da adoção da solução no Brasil”, acredita Cabrera.

A Ramo tem alguma experiência no assunto startups bem sucedidas usando B1. A empresa tem como clientes o aplicativo de transporte 99 Táxi e o site de busca de imóveis para locação QuintoAndar.  

Fundado em 2013, o QuintoAndar captou recentemente US$ 250 milhões, em um aporte liderado pelo SoftBank Group International, o que a classifica como um “unicórnio”, como é conhecido no jargão uma empresa com avaliação superior a US$ 1 bilhão.

Criada um ano antes, em 2012, a 99 foi uma das primeiras, se não a primeira startup a ganhar o status de unicórnio ao ser adquirida pela chinesa Didi Chuxing no começo de 2018.

A Ramo tem uma base de 630 clientes de SAP B1, além de uma rede de 170 parceiros em todo o país, o que a tornou uma referência quando o assunto é o software de gestão para pequenas e médias da SAP no mercado brasileiro.

A empresa fechou o ano passado com um faturamento de R$ 42 milhões, um crescimento de 17% em relação a 2017.