ENTIDADES

Aline Deparis, da Maven, assume Assespro-RS

14/11/2018 08:16

Empresária assume o cargo em abril de 2019 no lugar de Alex Hermann da Soma Informática.

Aline Deparis durante a eleição na sede da Assespro-RS.

Tamanho da fonte: -A+A

Aline Deparis, CEO do Grupo Maven, acaba de ser eleita para a presidente da Assespro-RS.

A empresária assume o cargo em abril de 2019 no lugar de Alex Hermann da Soma Informática.

O Grupo Maven é composto de duas empresas: a Maven, especializada em software de publicação digital, e a recém lançada TRUBR, que atua com projetos de blockchain.

Fundada em 1979, a regional gaúcha da Assespro tem 200 associados. Ao todo, a entidade agrega 1,5 mil empresas em todo o país.

“Vamos seguir com o fortalecimento das empresas de TI no Rio Grande do Sul. Ao assumir a presidência, estarei me juntando a profissionais que atuam com excelência na nossa área e esperamos cumprir com esse desafio para elevar ainda mais essa associação”, afirma Aline.

Formada em administração de empresas pela PUC-RS em 2010, Aline é a segunda mulher a assumir o comando da Assespro-RS, depois da advogada Letícia Batistela, e provavelmente a pessoa mais jovem a deter o cargo.

Também compõem a nova diretoria: Fausto Reichert, da Odig Digital, como VP de Finanças e Sustentabilidade; Rosana Akie Takeda, da Gomes & Takeda, como VP de Planejamento e Governança; Fernando Nachtigall, da InfraTI, como VP de Articulação Política; Letícia Polydoro, da Hypervisual, como VP de Comunicação; Andre Mazern, da Leverage Informática, como VP de Marketing, Eventos e Negócios e Alexandre Trevisan, da Umov.me, como VP de Relações Internacionais.

Veja também

ESPAÇO
uMov.me: sede aberta em Porto Alegre

Batizada de uMov.me Arena, a nova sede ocupa um espaço de 400 metros quadrados na zona norte da capital gaúcha.

PRIORIDADES
Candidatos dão bolo no setor de TI

Os principais candidatos à presidência não compareceram ao evento Brasil 2022.

JUSTIÇA
TI tem ação contra ICMS para software

Associações do setor questionam a bitributação de softwares pelo novo ICMS e pelo ISS.

PORTO ALEGRE
Entidades querem fundo de TI

O fundo que as entidades querem está previsto desde 2013 na Lei de Inovação de Porto Alegre.

ESPERADO
Softex fica com o Startup Brasil

A Softex fará a gestão operacional do ciclo de aceleração entre 2017 e 2018.

MOBILIZAÇÃO
Entidades pedem pressão em Brasília

Setor busca manter a TI entre os beneficiados da política de desoneração da folha de pagamentos.