Talmon Marco, co-fundador do Viber e fundador do Juno. Foto: Divulgação.

Talmon Marco, co-fundador da plataforma de mensagens Viber, tem a expectativa de “roubar” os motoristas do Uber para lançar o Juno, novo app de transporte.

O lançamento deve acontecer em Nova York ainda no primeiro semestre.

A nova startup tem como alvo especificamente os motoristas Uber com notas altas. O Juno quer atrair os profissionais com taxas de comissão mais baixas para a empresa e ações na empresa.

"O que Uber deixou de fora no processo de construção de sua empresa é que eles esqueceram das pessoas que fazem o trabalho. Imagine uma empresa onde todos os funcionários odeiam a gestão, esse não é um bom lugar para estar", afirma Marco.

A startup aproveita, também, a onda de reclamações de motoristas Uber, especialmente em cidades como São Francisco e Nova York, em relação a mais cortes de tarifas que foram introduzidas em janeiro.

Em Nova York, as tarifas de base foram de US$ 3 para US$ 2,55, com diminuição também no valor por tempo e por distância percorrida, segundo o Business Insider.

Enquanto isso, o Lyft, outro rival Uber, tem sido mantido os motoristas satisfeitos com um sistema de gorjetas, além de taxas de comissão melhores para os motoristas em tempo integral.

Segundo Marco, o Juno já levantou dezenas de milhões de dólares em investimentos, mas ele não revela o valor exato. Ele afirma que o Juno irá classificar os motoristas de tempo integral como empregados e não prestadores de serviço, como faz o Uber.

Marco fundou o Viber para competir com o WhatsApp em 2010. Depois, vendeu a ferramenta para a Rakuten por US$ 900 milhões em 2014.