EVENTO

Olavo de Carvalho falará no Fórum da Liberdade

15/03/2019 13:42

Filósofo radicado nos EUA é tido como figura chave do governo Bolsonaro.

Olavo de Carvalho, em trajes de caubói nos Estados Unidos. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O filósofo Olavo de Carvalho, cujo trabalho é visto por muitos como um dos fatores que levaram Jair Bolsonaro ao poder, será um dos convidados estrela do Fórum da Liberdade, que acontece em Porto Alegre nos dias 8 e 9 de abril.

O Instituto de Estudos Empresariais divulgou que Carvalho participará por vídeo diretamente dos Estados Unidos, onde reside.

Em nota, o IEE aponta que o convidado é “um defensor da liberdade e da interioridade humana e crítico do sistema que, segundo ele, transfere a responsabilidade de conhecer a verdade dos indivíduos para o coletivo”.

Carvalho já participou do Fórum da Liberdade, inclusive presencialmente, nas edições de 2000, 2001, 2002, 2004 e 2005, mas com um status totalmente diferente.

O filósofo, que estampa a capa da revista Época nesta semana, é um dos assuntos do momento no país, pela sua influência em nomeações para o governo, que incluem o ministro das Relações Exteriores e o da Educação, além de influência direta com o presidente Jair Bolsonaro.

Carvalho deu um salto de visibilidade com o movimento pelo impeachment de Dilma Rousseff, em 2015.

Seu último livro, Tudo que Você Precisa Saber para não Ser um Idiota, lançado em 2013, vendeu algo próximo de 320 mil exemplares.

A participação de Olavo de Carvalho no Fórum da Liberdade promete, porque pode reservar mais surpresas do que as palestras típicas do evento, no qual os participantes em grande parte jogam para a torcida.

O chamado “olavismo” é um dos quatro pólos do suporte do governo de Bolsonaro, junto com os militares e a ala mais liberal, representada pelo ministro Paulo Guedes. Essa última ala é de longe a mais representativa dentro do Fórum da Liberdade.

A relação entre os três pilares de apoio do governo está longe de ser pacificada. Carvalho, que dias atrás recomendou seus alunos abandonarem o governo, só para sair da polêmica ainda mais fortalecido, é particularmente imprevisível.

A fama e o reconhecimento recentes tornaram o filósofo ainda mais mordaz e agressivo do que ele já era, características que não devem ser amenizadas pelo status de convidado de honra. Ao mesmo tempo, ele também já fez diversas críticas às posturas liberais em economia e costumes que são a praxe no Fórum.

Tudo pode acontecer.

Veja também

NUVEM
Super negócio da Microsoft no TJ-SP segue parado

CNJ acatou a liminar, mas presidente Dias Toffoli disse que nada está decidido.

FALEM COM O CHEFE
Pontes: Bolsonaro decidirá sobre Huawei

Ministro de Ciência de Tecnologia lavou as mãos na briga Huawei x Estados Unidos em Barcelona.

GUERRA
EUA: mais pressão na Huawei

Confronto entre americanos e chineses ainda não chegou no Brasil. Ainda.

PRIVATIZAÇÃO
Caixa vai vender subsidiárias

Anúncio é o primeiro grande passo do governo em vender ativos.

CURRÍCULOS
Governo quer abrir dados do Sine

Informações poderiam ser usadas por empresas que desenvolvem aplicativos de emprego.

VAI OU NÃO?
Pontes faz defesa morna do Ceitec

Ministro de Ciência e Tecnologia diz que assunto ainda não está decidido.

FIM?
Ceitec com os dias contados

Quase 20 anos e milhões de reais depois, estatal de chips deve fechar em março.

VAREJO
Havan fatura R$ 7 bi, alta de 40%

Envolvimento de Luciano Hang na campanha de Bolsonaro não afetou negócios.

EMPREGO
Justiça do Trabalho: o fim está próximo?

Presidente Bolsonaro falou abertamente em acabar com a justiça trabalhista.

TÁ OK? TÁ OK
75% dos brasileiros aprovam Bolsonaro

Pesquisa Ibope mostra a população otimista em relação ao futuro governo.