Nimrod Riftin. Foto: divulgação.

A eWave do Brasil, multinacional provedora de soluções em software, iniciou suas operações na cidade de Londrina, de olho em oportunidades de mercado no interior do Paraná.

Com investimento não revelado pela companhia, a nova unidade faz parte da estratégia de crescimento da empresa, que já tem escritórios em Belo Horizonte, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Curitiba, Salvador e planeja abrir escritório em Porto Alegre ainda em 2014.

A nova operação da eWave em Londrina manterá atuação semelhante à realizada em Campinas desde o início de 2013 e, junto com a cidade paulista, faz parte da estratégia da empresa de desenvolver e consolidar o modelo de negócios para regiões do interior.

Segundo Nimrod Riftin, CEO da eWave do Brasil, o plano é consolidar a estratégia em 2014 e, então, reproduzi-la em 2015 para outros locais no interior do Brasil.

A empresa, parte da israelense eWave Group, cresceu 40% em 2013 e pretende atingir os R$ 60 milhões em 2014. Os segmentos visados são os de agronegócios e indústria para Londrina e região.

"Queremos atender ao mercado do interior com a mesma presença das capitais, oferecendo soluções de TI que otimizem negócios e promovam lucratividade", comenta Riftin.

Com matriz e fábrica de software localizadas em Curitiba, a eWave do Brasil pretende continuar investindo na região Sul, com abertura prevista de uma nova operação na cidade de Porto Alegre até o final de abril.

"Hoje já atendemos clientes dos três estados do Sul a partir de Curitiba. A região representa cerca de 24% dos negócios da eWave do Brasil e nossa expectativa é que o percentual de participação ultrapasse os 30% ainda este ano", observa.