Impressora 3D da Autodesk. Foto: divulgação/Autodesk.

A Autodesk anunciou planos de lançar até o final do ano uma impressora e uma plataforma de software para impressão 3D, ambas open source. O projeto é chamado de Spark.

O produto deve competir com impressoras 3D destinadas ao mercado doméstico e corporativo de entrada como a MakerBot e a linha Cube da 3D Systems ou mesmo produtos nacionais como os da gaúcha Cliever.

Segundo informações do CNET, a impressora deve ficar na faixa dos US$ 5 mil nos Estados Unidos, mais caro do que os competidores locais. A Replicator 2X sai por US$ 2,5 mil e a Cube 3 por US$ 1 mil.

Mesmo com o preço maior, a Autodesk tem fatores a seu favor como a alta disseminação do software AutoCAD e o suíte de modelagem 123D. 

A abordagem open source pode servir para popularizar a impressora, nos moldes do que o Google fez com o Android no mundo dos celulares.

A Autodesk não é o primeiro gigante de outro setor a se interessar pelo mercado de impressoras 3D.

No final do ano passado, a HP divulgou planos de lançar um produto focado na área até a metade de 2014.

As estimativas são que o mercado mundial de impressoras 3D pode saltar dos US$ 2,5 bilhões atuais para US$ 16,2 bilhões até 2018.