Cleber Morais, presidente da Bematech.

A Bematech levantou um financiamento de R$ 42,4 milhões junto ao BNDES a ser destinado a pesquisa e desenvolvimento nas linhas de hardware e software, bem como na modernização de processos e sistemas.

Um dos focos da Bematech com o financiamento é o aprimoramento de um software gerenciador de notas fiscais eletrônicas, capaz de realizar o envio e autenticação, via certificação digital, de documentos para as Secretarias da Fazenda estaduais.

Outra importante vertente é o avanço da oferta de sistemas de gestão no modelo de Software as a Service.

“A Bematech está inserida em uma agenda de crescimento constante e nosso grande objetivo é seguir investindo no desenvolvimento de soluções completas, que atendam às necessidades do cliente de ponta a ponta”, avalia Cleber Morais, presidente da Bematech.

A empresa paranaense anunciou seus resultados em 2013, registrando uma receita líquida de R$ 365,4 milhões, valor 11,3% superior ao resultado consolidado de 2012.

A avaliação da empresa é que os bons resultados passam pelo reposicionamento da companhia, verticalizando a estrutura em relação a clientes como hotéis, restaurantes, lojas e varejo. 

O BNDES aprovou R$ 8,9 bilhões até abril para operações como a da Bematech.