As lojas exclusivamente online tiveram melhor desempenho no primeiro quadrimestre deste ano do que os varejistas que apostam em multicanais de comercialização.

Segundo pesquisa da Braspag, as lojas puramente virtuais avançaram 127% entre janeiro e abril deste ano ante o mesmo período do ano passado, enquanto as que atendem on e off-line aumentaram 76%.

O levantamento analisou 16 lojas que atuam no e-commerce.

De acordo com a pesquisa, as lojas somente online já batem a marca de 20% do mercado. Essa tendência de lojas puramente virtuais começou a se desenvolver a cerca de quatro anos e, desde então, começaram a ganhar o mercado.

O varejo eletrônico movimentou R$ 18,7 bilhões em 2011, em crescimento de 26% sobre 2010, de acordo com a consultoria e-bit.

O comércio on-line representa hoje mais de 2% do varejo total no Brasil, segundo o levantamento da Braspag. Em 2002, essa fatia era de 0,35%.