A Rumo foi criada para realizar a logística do açúcar destinado à exportação. Foto: Divulgação.

O Construtivo implementou sua ferramenta de gestão de documentos na nuvem, o Colaborativo, na Rumo. A aquisição permitirá à operadora logística multimodal pertencente à Cosan gerir toda a documentação dos seus projetos de engenharia, que engloba novas obras e projetos de manutenção.

Criada para realizar a logística do açúcar destinado à exportação, hoje a Rumo também realiza outras atividades, como armazenagem de contêineres e cargas e embarque de outros granéis e o transporte de fertilizantes. 

“A Rumo tem um plano de expansão agressivo e com isso uma carteira de projetos diversificada. A busca por uma opção de sistema de colaboração se deu para agilizar e otimizar a troca de informações entre os projetos, fornecedores e grupos de trabalhos internos”, explica o gestor de projetos da companhia, Arthur Galbis Neto.

Atualmente a Rumo opera sete terminais de transbordo – quatro próprios, além de Terminal Portuário em Santos, que tem a maior capacidade de recepção ferroviária e o maior calado de Terminais graneleiros do porto santista, com 13,5 metros. 

São nestes terminais específicos que o software de colaboração está apoiando a companhia para uma organização e gestão de todas as informações geradas, que envolvem a aprovação e o desenvolvimento dos projetos de mantenabilidade dos equipamentos e empreendimentos da Rumo.

Outra frente de atuação da ferramenta são os novos projetos, no qual toda tratativa de engenharia e documentação é inserida ao sistema. Após isso, quando o projeto está aprovado, o sistema é usado para o acompanhamento da obra, mantendo assim todo o histórico da obra. 

Quando finalizado, a documentação de projeto atualizada é passada para o departamento de manutenção, que se utiliza da ferramenta para possíveis melhorias e mudanças. 

Atualmente, o Colaborativo está sendo utilizado para gerir toda a documentação de um projeto de um armazém de graneis, que terá a capacidade de 95 mil toneladas. 

“Trata-se de projeto muito importante para o plano de negócios da Rumo”, alerta Neto, acrescentando que  a ferramenta resolveu um problema de histórico de documentação da empresa, assim como padronizou a forma de entrega da documentação dos projetos.

Com o sistema de colaboração é possível ter uma interação no projeto entre todos os envolvidos. As modificações ficam registradas, informando a data e o responsável pela atualização, garantindo a identificação do autor sempre que necessário. 

Todas essas informações podem ser visualizadas em qualquer hora e local, uma vez que estão armazenadas no data center do Construtivo e, com isso, disponibilizadas na nuvem.

Criada em 2008, a Rumo tem uma frota de 50 locomotivas. Os 1.241 vagões exclusivos tem capacidade para carregar até 100 toneladas de commodities agrícolas cada.

Essa estrutura permitiu a Rumo transportar elevar oito milhões de toneladas de açúcar no Porto de Santos até o terceiro trimestre de 2014, resultado de investimentos de R$ 1,7 bilhão feitos pela companhia nos últimos quatro anos.

A Construtivo foi fundada em 1999 pelo Banco Santander espanhol. Em 2004, a operação brasileira se tornou independente. 

Hoje a empresa conta com cerca de 100 clientes ativos, entre eles CSN, Voith, Cyrela Sul, Direcional, Rodobens, Makro, UHE Belo Monte, Rumo, Schahin e Raízen.