Tablet Dual SIM da DL. Foto: Divulgação.

A brasileira Digital Life (DL) e a fabricante taiwanesa de chips Mediatek desenvolveram em parceria uma linha de tablets de baixo custo com Dual SIM (que aceita dois chips de operadoras) e conexão à internet de terceira geração (3G).

A maioria dos tablets disponíveis possui tecnologia de conexão à internet sem fio, que tem custo mais baixo que os sistemas 3G. Os tablets 3G são vendidos a preços acima de R$ 699, enquanto os aparelhos com Wi-Fi são encontrados a preços abaixo de R$ 399.

Segundo o Valor, analistas de mercado estimam que a tecnologia 3G encareça o custo de um tablet em R$ 300, o que dificulta a venda do dispositivo no país, onde a preferência é por aparelhos de baixo custo. 

Segundo a IDC, dos 8,4 milhões de tablets vendidos no Brasil no ano passado, 60% foram de aparelhos com preço até R$ 500.

"A participação de mercado dos tablets 3G ainda é muito baixa porque o custo é elevado. Com a parceria, foi possível desenvolver um equipamento 3G com preço acessível", afirmou ao jornal Paulo Xu, presidente da DL. 

De acordo com o executivo, a nova linha chega ao varejo com preço sugerido de R$ 499. Os tablets serão produzidos no país e ainda não estão incluídos na lista de itens beneficiados pelo Processo Produtivo Básico (PPB).

Xu também disse que os tablets serão vendidos nas redes varejistas desbloqueados, ou seja, sem acordos com operadoras de telefonia móvel. Outros aparelhos com 3G disponíveis no país são vendidos nas lojas de operadoras com chip das teles e preços subsidiados.

A expectativa da DL com a linha é estimular as vendas de tablets. Em 2013, a companhia vendeu 1,5 milhão de aparelhos e respondeu por 17,9% do mercado. As vendas cresceram 50% no ano passado e a meta para este ano é ampliar em 67%, para 2,5 milhões de unidades. 

Outra característica da nova linha é o uso de dois chips. Essa tendência começou primeiro em smartphones e se tornou preferência entre consumidores brasileiros. 

No ano passado, as vendas de smartphones com mais de um chip representaram 61% do total de itens comercializados no varejo, ante 48% do volume em 2012, de acordo com dados da consultoria Nielsen Telecom.

"A tecnologia Dual SIM teve popularidade muito grande na telefonia celular e agora começa a ser adotada em tablets. É um processo natural de evolução do mercado", afirmou Sergio Abramoff, gerente sênior de vendas e marketing para América Latina da Mediatek. 

A CCE (pertencente à Lenovo), a Multilaser, a Lenoxx e a Microboard também possuem tablets que aceitam mais de um chip.

Para a Mediatek, que tem investido nos últimos dois anos no desenvolvimento de chips específicos para tablets, a parceria com a DL pode contribuir para a companhia expandir sua participação no mercado brasileiro.

A Mediatek produz chips para celulares e tablets. Em 2013, mais 240 milhões de smartphones e tablets de fabricantes como Lenovo, LG, Huawei, Sony, Positivo Informática e Multilaser foram vendidos globalmente com componentes da Mediatek, o equivalente a 20% do mercado mundial desses aparelhos - que chegou a quase 1,2 bilhão de unidades em 2013.

 As vendas mundiais de chips da empresa dobraram em 2013.

Para este ano, a Mediatek prevê a venda de 300 milhões de smartphones e tablets no mundo com sua tecnologia. 

O mercado brasileiro de tablets atingiu vendas de 8,4 milhões de unidades em 2013 e neste ano crescerá 32%, segundo a IDC.