As vendas de impressoras no Brasil tiveram um crescimento de 8,3% no primeiro trimestre de 2014. Foram comercializados 1 milhão de equipamentos, segundo a empresa de pesquisas IDC. Em relação ao 4° trimestre do ano passado, o avanço foi de 15,5%.

O desempenho do setor foi impulsionado pelos equipamentos de jato de tinta, que somaram 759 mil unidades vendidas entre janeiro e março — o maior volume desde a queda na demanda por impressoras, que se iniciou no 3º trimestre de 2012. 

Esse tipo de equipamento representa 74,3% do volume total de impressoras vendidas no país. As impressoras com tecnologia laser respondem por 25,4% e as impressoras matriciais por 0,3%.

Segundo Diego Silva, analista da IDC, as vendas acima da média no começo de 2014 são resultado das ações de antecipação dos fabricantes em um ano de Copa do Mundo e de eleições.