A Vindi atua na gestão de pagamentos recorrentes. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Vindi, empresa de Software as a Service (SaaS) que processa e faz a gestão de pagamentos recorrentes recentemente comprada pela Locaweb, adotou a solução da Trend Micro Brasil, multinacional especializada em cibersegurança.

Com quase 70 licenças implantadas, a solução da Deep Security oferece uma camada de segurança em nuvem híbrida que, segundo a companhia, corresponde ao desempenho e à flexibilidade do data center.

Ela foi desenvolvida para oferecer suporte às implementações do VMware, usando um conjunto de controles de segurança impostos por políticas para proteger automaticamente os ataques e vulnerabilidades de rede, interromper malware, ransomware e detectar alterações não autorizadas no sistema.

Além do VMware, o Deep Security integra-se a contêineres e aos principais provedores de nuvem, como AWS, Microsoft Azure, Google Cloud e IBM Cloud.

Segundo Teógenes Panella, CISO da Vindi, a solução foi a que mais se adequou dentro da companhia, permitindo um rápido nível de aderência e a conquista do Certificado PCI Compliance Level 1, voltado à segurança de dados do cartão de crédito.

"Com o suporte da Trend Micro conseguimos ter uma maior visibilidade de todas as ferramentas. Dentro de uma única tela é possível gerenciar os firewalls e fazer a gestão de integridade do arquivo. O nível de automação que a ferramenta proporciona é fantástico”, afirma Panella. 

Rafael Fernandes, regional account manager da Trend Micro, afirma que a solução implementada na Vindi garante a segurança de todo ambiente e não prejudica o desempenho de nenhuma camada de infraestrutura da empresa.

"Quando você escolhe a nuvem, está escolhendo um ambiente altamente dinâmico que se move na velocidade do seu negócio. Conseguimos entregar proteção contínua contra ataques cibernéticos, usando o que existe de mais inovador na inteligência global de ameaças", explica Fernandes.

Fundada em 1989 nos Estado Unidos, a Trend Micro tem sede em Tóquio, no Japão, e faturamento de US$ 1,53 bilhão. Presente em 65 países, a companhia conta com mais de 6,7 mil colaboradores.

Criada em 2013, a Vindi fechou 2020 com um Total Payment Volume (TPV) de R$ 4 bilhões e tem mais de 6 mil clientes ativos, entre eles Exame, Empiricus e Resultados Digitais. No final do ano passado, a Locaweb adquiriu a Vindi por R$ 180 milhões.