A Lupo é a maior fabricante de meias do Brasil. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Para se adaptar exigência do eSocial, a Lupo, fabricante de roupas íntimas e esportivas sediada em Araraquara, em São Paulo, adotou quatro módulos do Sistema de Gestão de Pessoas da Senior.

Foram investidos cerca de R$ 200 mil na solução, que começou a ser implantada em dezembro de 2013. 

“O antigo sistema de folha de pagamento foi desenvolvido internamente, mas não tínhamos uma equipe que pudesse desenvolver um sistema próprio que atendesse às exigências do eSocial. Não conseguiríamos fazer em um curto espaço de tempo”, analisa Gonçalves.

A Lupo optou por instalar os módulos na infraestrutura local da empresa pelo primeiro modelo. 

“O sistema foi instalado na empresa. Cogitou-se usar a nuvem, mas preferimos aguardar um pouco mais a maturidade dessa tecnologia”, justificou Gonçalves.

Um dos aspectos que favoreceu a escolha pela solução Senior foi a possibilidade de integração com o sistema de gestão que a empresa já tinha.

O sistema vai gerenciar os recursos humanos da sede e da fábrica em sua cidade de origem, Araraquara, das sedes de São Paulo e do Rio de Janeiro, como também das unidades fabris em Matão e Guatapará (ambas em SP). 

Como o varejo da Lupo é organizado em franquias, a empresa não gerencia os dados dos colaboradores de suas lojas.

A Lupo é hoje a maior fabricante de meias do Brasil, mas a marca também fabrica lingerie, pijamas, cuecas e outros produtos. A produção de meias começou na década de 20. Em 2012, a empresa previa um faturamento de R$ 750 milhões.

A Senior fechou 2013 com um faturamento de R$ 141,3 milhões, uma alta de 23% frente aos resultados do ano anterior e pouco mais de R$ 6 milhões acima do resultado previsto.

Para este ano, o objetivo é crescer 40%, atingindo R$ 190 milhões.