O PAM é utilizado por cerca de 20 municípios na Amazônia. Foto: guentermanaus/Shutterstock.com

A organização ambiental The Nature Conservancy (TNC) e a IBM estão trabalhando juntas para reforçar as iniciativas do governo brasileiro pela conservação da Amazônia. Entre 22 de agosto e 20 de setembro, dez especialistas da IBM vindos dos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Filipinas, Romênia e Japão vão trabalhar em Belém, no Pará, em conjunto com a equipe da TNC na região. 

O objetivo será aprimorar o Portal Ambiental Municipal (PAM), uma ferramenta que apoia os esforços públicos contra o desmatamento ilegal.

Desenvolvido em 2011 pela TNC e já utilizado por cerca de 20 municípios na Amazônia, o PAM é um portal que contribui para a redução do desmatamento e o planejamento territorial das zonas rurais.

Para os produtores, ele facilita a inserção de dados no Cadastro Ambiental Rural (CAR), uma espécie de identidade ambiental das propriedades, que o governo brasileiro tornou obrigatória esse ano, como medida para pôr em prática o Código Florestal. 

Já para as prefeituras, o PAM dá acesso aos dados sobre as florestas existentes em cada propriedade privada, o que permite que os governos acompanhem a situação ambiental das propriedades de forma individualizada e responsabilizem mais eficientemente quem desrespeita a lei. 

Ele também ajuda os governantes a tomar decisões sobre como expandir a atividade econômica local sem prejudicar as áreas preservadas.     

O PAM tem contribuído para garantir a conservação das florestas no norte de Mato Grosso e no sudeste do Pará, regiões que apresentam os maiores índices de desmatamento da Amazônia e onde a TNC tem concentrado seus esforços. 

Um exemplo é São Felix do Xingu, localizado no sudeste paraense. O município tem o maior rebanho bovino do país e já foi o campeão nacional de desmatamento, mas, com o uso da ferramenta, em conjunto com outras iniciativas, conseguiu reduzir o desmatamento ilegal em mais de 60% desde 2011.

Agora, TNC e IBM esperam melhorar a funcionalidade do portal e integrá-lo a outros dois programas criados pelo governo com a mesma função, o Sicar e o Simlam.  

O trabalho conjunto com a TNC é fruto do Corporate Service Corps (CSC) da IBM, programa global da companhia que alia consultoria e tecnologia a fim contribuir para o desenvolvimento de organizações diversas. 

A iniciativa consiste em enviar grupos heterogêneos de funcionários de diversos países, compartilhando conhecimentos e modelos de gestão com as organizações selecionadas. 

Em seis anos de programa, cerca de 2,5 mil funcionários da IBM de todo o mundo participaram do Corporate Service Corps em 34 paíse. 

A The Nature Conservancy está em mais de 35 países. No Brasil, atua há mais de 25 anos.