A Cenibra está finalizando a implantação da solução de gerenciamento de tributos da SAP. Foto: Divulgação.

A Sonda IT entrou na reta final de implementação do SAP TDF (Tax Declaration Framework) na Cenibra (Celulose Nipo-Brasileira), produtora de celulose branqueada de fibra curta de eucalipto.

A solução de gerenciamento de tributos federais, estaduais e municipais da SAP agora está em fase de testes. Nesta etapa, estão sendo inseridos dados reais da obrigatoriedade SPED ECF (Escrituração Contábil Fiscal) em ambiente de homologação para posterior validação pela Receita Federal. 

Com o projeto, a meta é entregar o arquivo até o próximo dia 20, ou seja, dez dias antes da data-limite.

Usuária das soluções SAP desde 2003, quando implementou o sistema de gestão da desenvolvedora alemã, a Cenibra optou por continuar gerenciando seus processos neste ambiente. 

“Não utilizamos ferramentas periféricas para a gestão contábil e fiscal, tudo o que fazemos é dentro do SAP”, acrescenta a Coordenadora de Sistemas de Informação da Cenibra, Anamaria Ferreira de Oliveira.

Já a escolha pela Sonda IT se deu pela parceria de mais de treze anos, que iniciou com o apoio à SAP na implementação do ERP e evoluiu com a aquisição da solução pw.CE, de comércio exterior. 

O fato do SPED ECF ser uma obrigatoriedade nova tem gerado uma série de atualizações pelo Fisco, chegando até o momento a mais de cem. 

“Mesmo com as frequentes mudanças, conseguimos realizar a implementação física em apenas seis semanas”, finaliza Juliana Bermudez, diretora executiva da divisão de aplicativos da Sonda IT.

Fundada no Chile em 1974, a Sonda atua no Brasil desde 1989. Com cinco mil colaboradores e mais de 1,2 mil clientes ativos distribuídos por 26 escritórios locais,, a organização opera através de quatro divisões de negócios: serviços de TI, SAP, plataformas e aplicativos.

Segundo os últimos dados de resultados divulgados pela Sonda IT, a empresa teve em 2013 um faturamento de US$ 1,2 bilhão. Em 2014, a empresa revelou ter fechado de R$ 250 milhões em novos contratos no Brasil.

A Cenibra foi fundada em 1973. Em 2001, a Japan Brazil Paper and Pulp Resources Development adquiriu a participação da Cia. Vale do Rio Doce, atual Vale, assumindo o controle acionário da Cenibra. 

Com atuação em 54 municípios, a empresa foi criada em Minas Gerais.