Anderson Takemoto. Foto: Linkedin.

Tamanho da fonte: -A+A

Anderson Takemoto é o novo gerente de TI da Taurus, fabricante de armas sediada em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre.

Takemoto vem da Meta, uma grande empresa de tecnologia sediada na mesma cidade, na qual atuava como scrum master e gerente de senior de operações de SAP em um grande cliente.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada pelo Baguete.

O executivo atuou com tecnologias SAP em empresas como Neoris, Stefanini e CWI, além de ter sido gerente para a área de tecnologia para recursos humanos na Bunge e gerente de projeto em uma iniciativa de transformação digital do Palmeiras.

O background forte em SAP pode indicar que a Taurus tem planos para o seu sistema de gestão: a empresa roda um ERP da SAP desde 2016 e está em um momento de recuperação (veja mais sobre isso abaixo).

Takemoto substitui Rejane Blauth, uma profissional de carreira na TI da Taurus.

Blauth começou na Taurus em 2011 como analista de negócios, assumindo a gerência de TI em 2015.

Na época em que foi assumida por Blauth, a gerência de TI da Taurus era uma batata quente, com três profissionais rodando pela posição entre 2008 e 2015.

Eram tempos muito conturbados na Taurus, com anos de brigas entre os principais acionistas da empresa, desembocando numa venda para a Companhia Brasileira de Cartuchos.

De lá para cá, a Taurus parece ter entrado em ordem. Em 2020 a empresa fechou o ano com patrimônio líquido positivo, algo que não acontecia há cinco anos. 

O patrimônio líquido da fabricante de armas, ao fim de dezembro de 2020, era de R$ 42,3 milhões, ante à posição negativa de R$ 304,6 milhões de 2019. A reversão é resultado do “novo patamar de desempenho alcançado”, segundo a empresa.

Já no terceiro trimestre de 2021, a empresa teve um aumento de 40% na receita líquida, que fechou em  R$ 718 milhões, um recorde. No acumulado do ano até setembro foram R$ 1,92 bilhão, 51% de alta.