A verdade é uma ducha de água fria. Foto: flickr.com/photos/stephenr

Desenvolvedores de apps móveis, tomem nota: suas chances de fazer sucesso estão cada vez menores. Para o Gartner, em 2018, menos de 0,01% dos apps serão bem-sucedidos financeiramente.

Conforme aponta a consultoria, os consumidores estão cada vez mais confiando em sites de busca, amigos, redes sociais e publicidade para descobrir novos apps, em vez de navegar nas lojas em busca de aplicações.

Segundo o analista Ken Dulaney, o grande número de apps e usuários destes programas está levando muitos programadores a acreditarem erroneamente em uma possibilidade de sucesso e riqueza.

"Porém, nossa análise mostra que a maioria das aplicações móveis não tem lucro e muitos apps não são feitos para gerar receita, e sim são utilizados para criar reconhecimento de marca ou apenas por diversão", observa Dulaney.

Para completar, ele destaca que a qualidade dos apps gratuitos está se elevando cada vez mais, criando uma resistência do consumidor em pagar por estes serviços. A previsão do Gartner para 2017 é de que 94,5% dos apps baixados sejam grátis.

Para o especialista, o mercado de apps se encontra em um estágio de "hiperatividade", com mais de 200 fabricantes desenvolvendo plataformas, e milhões de empresas arriscando suas chances na criação de aplicações para elas.

"Para os desenvolvedores, isso só vai piorar no futuro, quando teremos uma competitividade ainda maior, especialmente em mercados desenvolvidos", finaliza o analista.