Baguete
InícioNotícias> Nexa destina US$ 2 mi para startups

Tamanho da fonte:-A+A

PROJETOS

Nexa destina US$ 2 mi para startups

Júlia Merker
// terça, 16/01/2018 15:36

A Nexa, nova marca da Votorantim Metais, está com inscrições abertas para o Mining Lab 2, programa de apoio a empreendedores e ao desenvolvimento de inovações tecnológicas para as áreas de mineração e metalurgia.

O Mining Lab 2 vai contar com investimento total de US$ 2,4 milhões. Foto: Pexels.

O programa busca projetos nas áreas de automação, internet das coisas, logística, economia circular e concentração mineral. O objetivo da Nexa é aplicar soluções inovadoras aos seus processos industriais.

Desenvolvido em parceria com a aceleradora Techmall, o Mining Lab 2 vai contar com investimento total de US$ 2,4 milhões, sem exigência de contrapartida societária nas startups.

“O Mining Lab é uma forma colaborativa de pensar e construir soluções tecnológicas e, assim, ampliar a competitividade frente aos desafios do nosso negócio. É uma iniciativa que oxigena o ambiente da empresa e abre espaço para o desenvolvimento de novas ideias, dentro do conceito de inteligência coletiva”, afirma Jones Belther, vice-presidente de exploração mineral e tecnologia.

A primeira fase do programa vai selecionar 36 startups, que passarão por um período de imersão online. Destas, 24 serão escolhidas para uma capacitação presencial, na qual irão desenvolver um business case com as soluções para os desafios. 

Depois, uma banca composta por profissionais da Nexa vai selecionar as 12 propostas finalistas que receberão investimento financeiro, assessoria semanal de profissionais qualificados ao longo de um ano, qualificação em gestão financeira, jurídica e marketing, além de acesso às instalações e às informações técnicas das unidades operacionais da Nexa.

As inscrições ficam abertas até o dia 18 de março no site do Mining Lab 2. O programa aceita startups dos países Brasil, Estados Unidos, Canadá, Peru e Chile. 

A internacionalização do programa, cuja primeira edição contou apenas com a participação de startups brasileiras, segue o movimento de expansão internacional da Nexa, que abriu capital nas Bolsas de Nova York (EUA) e Toronto (Canadá) em outubro de 2017.

Lançado em 2016, o Mining Lab está com sua primeira edição ainda está em curso. O programa teve como desafios as áreas de energia renovável e nanotecnologia.

Hoje, cinco projetos estão na fase de desenvolvimento de piloto industrial e deverão ser implementados nos processos das operações da Nexa ao final do processo.

No final de outubro, a Nexa levantou US$ 570 milhões em sua oferta pública inicial de ações. 

Júlia Merker