Marco Wasser. Foto: divulgação.

O Grupo Binário, integradora nacional de soluções para redes e ambientes de TI, anunciou a expansão de seu portfólio, incluindo serviços de construção de data centers para empresas de pequeno e médio porte.

A oferta tem o objetivo de estender a atuação do grupo de ponta a ponta na implementação de centros de dados, incluindo a consultoria do projeto até a entrega da infraestrutura física do edifício.

O plano da integradora é fechar 2016 com oito projetos entregues, e que a divisão já venha a representar até 10% do faturamento da companhia, que em 2015 teve uma receita de R$ 131 milhões.

Com a novidade, a empresa quer levar o conceito de ambientes de alta segurança e redundância para empresas menores que possuem data centers, mas na maioria dos casos não tem seus equipamentos guardados em condições adequadas.

“Nós entregamos o sistema elétrico, sistema de climatização, sistema de extinção de incêndio, cabeamento, software e hardware, controle de acesso e circulação, gerenciamento, entre outros itens. Em suma, o cliente nos cede o espaço e nós entregamos um data center pronto e ativo”, comenta Marco Wasser, gerente da divisão de Data Center do Grupo Binário.

Para Wasser, a empresa levar para data centers menores (de 20 m² a 200 m²) serviços que são mais vistos em projetos de grande porte e oferecidos por companhias como Aceco TI, mas que acabam tendo um valor impeditivo.

Apesar da movimentação de diversas empresas em migrar cargas de processamento para a nuvem, a Binário mira as companhias que nao abrem mão de ter seus dados em equipamentos próprios, grupo que ainda é grande no país.

Segundo o gerente, ainda existem diversos clientes em potencial como bancos de investimento, hospitais e manufaturas de médio porte, que já tem salas com servidores, mas podem se beneficiar de estruturas otimizadas para sustentar e proteger suas operações.

"Em média, um projeto pode sair por R$ 40 mil o metro quadrado, o que pode ser mais barato que um serviço de colocation, por exemplo", avalia o executivo.

Para a oferta de construção de data centers, a companhia expandiu sua rede de parceiros, firmando acordos estratégicos com fabricantes de sensores de ambiente e equipamentos de energia como Schneider Electric, Stulz e SmartCube - além de Huawei e CA Technologies para a parte de redes e gerenciamento.

Além da entrega do espaço para o data centers, a Binário pretende casar outros serviços complementares, como a implementação do ambiente do data center (cabeamento, redes) assim como a entrega de soluções de gerenciamento e suporte do ambiente, tanto no formato on-premise como por serviço.

Para suportar esses serviços, a empresa conta com três centros de gerenciamento de redes e infraestrutura (NOC), localizados em São Paulo, Barueri e Maceió.

Fundado em 2005 em São Paulo, o Grupo Binário possui 157 funcionários em cinco filiais, atuando em três divisões de negócios: Binário e QoS, que atuam, respectivamente, nas áreas de integração e serviços profissionais.