Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 serão em PyeongChang. Foto: Divulgação.

A Atos, parceira mundial de TI dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, anunciou que, pela primeira vez, todas as aplicações críticas de TI dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang 2018 serão gerenciados remotamente e hospedados na nuvem. 

Os sistemas incluem a distribuição de resultados em tempo real, no Sistema Olímpico de Difusão de Informações (ODS).

Para enfrentar o desafio técnico de garantir que todas as 12 sedes sejam virtualizadas, as equipes da Atos realizam todos os seus procedimentos através da nuvem, resultando em mais de 100 mil horas de testes antes da competição.

O objetivo é fornecer aos meios de comunicação de todo o mundo os resultados em tempo real (0,3 segundos) de todas as 15 modalidades e 102 eventos programados. 

Até esta edição dos Jogos, ainda era necessário construir infraestruturas de TI temporárias em todas as sedes, mas esse não será o caso em 2018.

Todos os testes de sistema são realizados remotamente em um novo Laboratório de Testes de Integração (ITL) da Atos, em Madrid, e no Centro de Operações Tecnológicas Central (CTOC), em Barcelona, que apoiará o Centro de Operações Tecnológicas na cidade-sede.

Os testes remotos são eficientes em termos de custos e de tempo. O processo é feito com o ambiente virtual exato que prevalecerá nos Jogos. 

"Falta um ano para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de PyeongChang 2018 e estamos seguros de que a tecnologia está bem encaminhada. Realizar todos os testes remotamente através da nuvem da Atos fortalece a nossa motivação em oferecer o melhor de nós mesmos e garantir o êxito dos Jogos”, acrescenta Patrick Adiba, vice-presidente executivo e diretor comercial de Olimpíadas e Grandes Eventos da Atos.

A configuração remota de PyeongChang 2018 também será replicada nos próximos Jogos Olímpicos e Paralímpicos a serem realizados na Ásia, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022.

Os próximos marcos incluirão os testes de homologação com várias federações, neste verão, e o primeiro teste de ensaio em PyeongChang, em outubro de 2017.

A Atos tem sido a Parceira Mundial de TI dos Jogos Olímpicos desde Salt Lake City, em 2002.

A Rio 2016 contou, pela primeira vez, com o uso da nuvem para aplicações-chave, como sistemas de credenciamento e voluntariado.