Tanto pessoas físicas quanto micro e pequenas empresas podem pedir a prorrogação. Foto: Pixabay.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou que os cinco maiores bancos associados à instituição estão abertos a prorrogar, por até 60 dias, os pagamentos de dívidas que possam atrasar por conta do coronavírus.

Segundo a instituição, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander vão considerar apenas contratos vigentes em dia, limitados aos valores já utilizados.

Tanto pessoas físicas quanto micro e pequenas empresas podem pedir a prorrogação através da rede bancária e seus canais de atendimento.

“A Febraban e seus bancos associados vêm discutindo propostas para amenizar os efeitos negativos dessa pandemia no emprego e na renda. Entendem que se trata de um choque profundo, mas de natureza essencialmente transitória”, ressalta a nota.

No total, a Febraban possui 120 instituições associadas.