Recomendação é para fechar eventos em São Paulo. Foto: Pexels.

A prefeitura de São Paulo recomendou nesta sexta-feira, 13, o cancelamento de todos os eventos de massa, com mais de 500 pessoas, após aumento de casos de coronavírus na cidade.

A medida segue em linha com a orientação do Ministério da Saúde. A prefeitura está cancelando seus próprios eventos por tempo indeterminado e pedindo à iniciativa privada que faça o mesmo.

O ERP Summit, um evento sobre software de gestão com previsão de 8 mil participantes no dias 14 e 15 de Abril de 2020, no pavilhão azul do Expo Center Norte, foi cancelado depois do comunicado da prefeitura. A nova data é 29 e 30 de julho.

Ainda dois dias antes, o ERP Summit havia comunicado que pretendia realizar o evento, em um comunicado que listava também medidas preventivas.

Mas o cenário está evoluindo rápido. A medida coloca em xeque a viabilidade de grandes eventos de tecnologia previstos para acontecer na capital paulista no médio prazo, incluindo o VTEX Day, um evento para 22 mil pessoas, ou a conferência do Gartner Infraestrutura de TI, Operações & Estratégias de Cloud, ambos também previstos para a segunda semana de abril.

Outros eventos, como o Basecamp da SalesForce e a conferência anual da ASUG, ambos com público na casa dos milhares de pessoas foram cancelados antes mesmo do anúncio da prefeitura municipal de São Paulo.

O Ministério da Saúde informou neste domingo que subiu de 121 para 200 o número de casos confirmados do novo coronavírus no país.

Desse total, mais da metade dos casos (136) estão no estado de São Paulo, onde foram identificados os primeiros doentes e onde a situação está de longe mais grave.